Janet Cardiff - Inhotim

Seja

Amigo

Janet Cardiff

Brussels, Canadá, 1957 – vive em British Columbia, Canadá

Forty Part Motet, 2001 de Janet Cardiff. Acervo de arte contemporânea Inhotim
Janet Cardiff, Forty Part Motet, 2001, [detalhe], instalação sonora em 40 canais, com duração de 14’7”, cantada pelo coro da catedral de Salisbury, dimensões variáveis. Foto: William Gomes.
Forty Part Motet, 2001 de Janet Cardiff. Acervo de arte contemporânea Inhotim
Janet Cardiff, Forty Part Motet, 2001, [detalhe], instalação sonora em 40 canais, com duração de 14’7”, cantada pelo coro da catedral de Salisbury, dimensões variáveis. Foto: William Gomes.

A formação inicial de Janet Cardiff foi em fotografia e gravura pela Queens University (Canadá), em 1980. Após a sua experiência com o cineasta Georges Miller, em 1983, Cardiff passou a produzir trabalhos envolvendo o som e instalações sonoras. Em suas obras, ela explora a emoção, a memória e a imaginação, tendo a audição como sentido central na construção de espaços que permeiam a ficção e a realidade. Além de participar de edições da Bienal de Veneza (Itália), Bienal de Istambul (Turquia) e Documenta de Kassel (Alemanha), exposições individuais foram realizadas recentemente no Museo de Arte Contemporáneo de Monterrey (México, 2019), Oude Kerke Amsterdam (Holanda, 2018) e 21st Century Museum of Contemporary Art, em Kanazawa, (Japão, 2017).

Hoje