Sem categoria Leitura: 6 min

Amigas do Inhotim relembram momentos especiais

Nada melhor do que amizade. Os amigos dão força e coragem,  são cúmplices e fazem parte daquelas lembranças que fazem sorrir. O alívio de se ter companheiros para todas as horas deixa a vida mais leve e dá a certeza de é possível se aventurar em novos desafios. Essa sensação de amparo é o que os Amigos do Inhotim oferecem ao ajudar a construir a história do Instituto, contribuindo com a sustentabilidade do parque por meio de doações. Todo o valor é investido na manutenção do Inhotim e nos projetos socioeducativos com estudantes, professores e as comunidades do entorno. Em troca, esses visitantes cativos recebem benefícios de acordo com cada categoria, como entrada gratuita, descontos em lojas e serviços e dedução do imposto de renda. O melhor de tudo isso é ter essas pessoas sempre por perto, visitando o Instituto e levando gente querida para conhecer a arte e os jardins.

Para relembrar as histórias de amizade no Inhotim, duas participantes do programa resgataram na memória momentos marcantes vividos por aqui. São lembranças que dão ainda mais vontade de voltar.

Suellen Moreira, Amiga do Inhotim desde 2011

“O Inhotim traz muitas lembranças. Uma de minhas favoritas tem a ver com amigas da vida toda. Em 2012, fui visitar o parque com um grupo de seis amigas. A maioria delas nunca tinha ido ao Instituto. Esse grupo visita um lugar novo a cada ano e, nesse ano, era a minha vez de escolher. Tive a chance de ser guia delas pelos jardins e pelas galerias. Como já trabalhei no parque, conheço tudo muito bem e me orgulho disso. Adoro mostrar tudo que sei sobre o Inhotim quando estou entre pessoas muito queridas. Mas, nessa visita, uma dessas amigas, nossa conselheira de todos os momentos, não teve condições físicas de ir até a instalação da Marilá Dardot. Então, resolvemos fazer uma homenagem usando os elementos da obra. No final, estávamos todas lá, plantando e cultivando amizade!”. 

A amiga de Suellen foi bem representada durante a visita à obra de Marilá Dardot.

A amiga de Suellen foi bem representada durante a visita à obra de Marilá Dardot.

Maria do Carmo Campos, Amiga do Inhotim desde 2013

“Levo todo mundo que recebo em Minas ao Inhotim. Pra mim, Minas Gerais começa pelo Inhotim e a sensação de poder passar pras pessoas que eu gosto o que eu conheço do parque é uma coisa muito boa, que me deixa feliz. É sempre novidade pra mim também, mesmo tendo ido lá tantas vezes. Em uma das visitas, uma amiga ficou super encantada justo com as louças do restaurante Tamboril. Eu nunca nem tinha reparado nelas. Outra vez, levei uma adolescente de 12 anos que olhou pras árvores pata-de-elefante e disse que era igual ao livro de Nárnia, só que na vida real. Achei aquilo tão bonito, nunca tinha pensado nisso. Mais uma lembrança muito boa que eu tenho entre amigos foi um dia que levei uma amiga paraense ao parque. Estávamos na parte alta, perto do Jardim de Todos os Sentidos, e eu vi uma visitante completamente perdida no meio do caminho. Sugeri que ela fizesse a visita conosco e ela aceitou. A gente andou o parque inteiro conversando muito, descobrindo afinidades. Me lembro da cena dela deitada na grama, literalmente rolando de alegria por estar ali no Inhotim, um lugar tão lindo. No final do dia, ela me abraçou bem forte agradecendo e dizendo que eu tinha sido um anjo no caminho dela. A amizade que nasceu ali dura até hoje. Nos falamos sempre e já combinamos um reencontro no parque, em breve. São coisas que ficam na lembrança”. 

jardim-desertico

Passeando pelo Jardim Desértico, Maria do Carmo fez uma nova amiga. Foto: Rossana Magri

Você também quer fazer parte da história do Inhotim? Conheça o programa ou entre em contato pelo e-mail amigos@inhotim.org.br ou telefone (31) 3571-9740.



voltar
  • Twitter
  • Facebook
  • Google +