• EN
  • 23 de setembro de 2020

    Redação Inhotim


    Leitura: 10 min

    7 de novembro é a nossa previsão de reabertura. Estamos nos preparando para te receber!

    7 de novembro é a nossa previsão de reabertura. Estamos nos preparando para te receber!

    Sim! Estamos nos preparando para uma possível reabertura no dia 7 de novembro, mas antes de agendar sua visita, leia com atenção as informações do novo protocolo de funcionamento do Instituto Inhotim no contexto da pandemia de Covid-19. Ele foi desenvolvido para proteção da sua saúde, dos funcionários e moradores de Brumadinho.

    Importante: a data de reabertura, prevista para 7 de novembro, poderá ser revista caso haja alteração dos protocolos de funcionamento pelas autoridades de saúde/governamentais. Acompanhe as informações por aqui e também pelos nossos perfis nas redes sociais.

    b-100

    Foto: Daniela Paoliello

    DIAS DE FUNCIONAMENTO:
    Sexta-feira das 9h30 às 16h30.

    Sábados, Domingos e feriados das 9h30 às 17h30.

    ______

    COMPRA DE INGRESSOS:
    Os ingressos deverão ser retirados antecipadamente na Sympla, nossa tiqueteira oficial. Os valores são: R$44 (inteira) e R$22 (meia). Não haverá venda de ingressos na recepção do Instituto.

    Os serviço de transporte em rotas (carrinhos elétricos) também poderá ser adquirido online.
    Importante: Haverá redução no número de rotas disponíveis. As rotas 1, 5, 8 e 9 estarão interditadas.

    Para quem puder visitar o Inhotim em mais de um dia, os passaportes são uma ótima opção. Confira os valores:
    Passaporte promocional para 2 dias: inteira R$76 e meia R$38
    Passaporte promocional para 3 dias: inteira R$106 e meia R$53

    A última sexta-feira de cada mês terá entrada gratuita, exceto feriados. Moradores de Brumadinho cadastrados no programa Nosso Inhotim não pagam entrada no Instituto.

    Têm direito a meia-entrada:
    Crianças de 6 a 12 anos;

    Idosos acima de 60 anos;

    Pessoas com deficiência e um acompanhante;

    Estudantes (devem apresentar carteirinha ou declaração de matrícula);

    Professores das redes formais pública e privada de ensino;

    Funcionários da Vale e até 3 dependentes (mediante a apresentação da carteirinha da AMS);

    Participantes do Clube de Assinantes Estado de Minas mais um acompanhante (mediante a apresentação da carteirinha do titular);

    ID Jovem (devem apresentar carteirinha).

    ______

    VISITAÇÃO NO INSTITUTO:
    Será permitida a entrada de 500 pessoas por dia de funcionamento.

    Por enquanto, não serão permitidos grupos no formato de excursões, em vans ou ônibus de turismo.

    O uso de máscara é obrigatório e de responsabilidade de cada visitante.

    Haverá aferição de temperatura dos visitantes.

    Os bebedouros estarão interditados, por isso leve sua garrafinha de água ou adquira uma em um dos nossos pontos de alimentação.

    Nas visitas mediadas o limite máximo é de 5 pessoas por grupo. As visitas panorâmicas são gratuitas e acontecem duas vezes ao dia, às 11h e às 14h. Consulte a nossa equipe da recepção para saber os horários e a disponibilidade para adquirir visitas exclusivas.

    ______

    TRANSPORTE:

    Transfer Belvitur

    Horário de saída: 8h.
    Horário de retorno: 16h30 às sextas-feiras e 17h30 sábados, domingo e feriados.
    Ponto de embarque: Hotel Tryp by Wyndham. Ver no mapa.
    Endereço: Rua Gonçalves Dias, 30 – Funcionários, Belo Horizonte.
    Valores: R$75 ida e volta e R$40 apenas um trecho.
    Agendamentos pelo telefone (31) 3290-9180 ou pelo e-mail inhotim@belvitur.com.br

    As reservas só serão garantidas mediante pagamento antecipado. Favor solicitar o serviço com no mínimo 24h de antecedência de segunda à sexta-feira, de 8h às 18h. Não será possível solicitar o serviço no dia da visita. Agendamentos para sábado e domingo poderão ser feitos até às 15h da sexta-feira anterior a data da visita.

    Transfer Saritur

    Horário de saída: 8h30.
    Horário de retorno: 16h30 às sextas-feiras e 17h30 sábados, domingo e feriados.
    Ponto de embarque: Rodoviária de Belo Horizonte. Ver no mapa.
    Endereço: Avenida do Contorno, 340 – Santa Efigênia, Belo Horizonte.
    Valores: R$46,15 ida, R$40,45 volta e R$86,60 ida e volta.

    Clique aqui para comprar sua passagem ou dirija-se a bilheteria da Saritur na Rodoviária de Belo Horizonte.

    c-100

    Foto: William Gomes

    PONTOS DE ALIMENTAÇÃO EM FUNCIONAMENTO:
    O Restaurante Oiticica funcionará das 12h às 16h, oferecendo serviço buffet.

    O Café das Flores, Hamburgueria e Casa de Sucos seguirão horário integral de funcionamento do Instituto;

    A Pizzaria (no Café do Teatro) abrirá aos sábados, das 11h às 15h.

    Todos os nossos restaurantes e lanchonetes seguirão os protocolos de segurança estabelecidos pelos órgãos de saúde. Consulte as orientações nos locais.

    ______

    MAIS INFORMAÇÕES PARA UM PASSEIO SEGURO:
    Displays de álcool em gel estarão disponíveis em pontos estratégicos.

    Respeite a sinalização de distanciamento social (1,50m entre pessoas), de fluxo de circulação e de lugares nos assentos. Nossa equipe de atendimento estará à disposição para lhe auxiliar no fluxo de entrada e saída das galerias.

    d-100

    Foto: William Gomes

    GALERIAS E OBRAS INTERDITADAS TEMPORARIAMENTE:
    Galeria Fonte (G4);

    Galeria Lago (G6);

    Galeria Marcenaria/ Vídeo performance De lama lâmina (G9);

    Galeria Cosmococa (G15);

    Galeria Marilá Dardot (G17);

    Obra By Means of a Sudden Intuitive Realization, 1996 (A8);

    Obra Viewing Machine, 2001 (A13);

    Obra Piscina, 2009 (A15);

    Obra Sem Título, 2019 (A24).

    As demais galerias sofrerão redução na lotação, informada em cada instalação.

    ______

    Clique aqui para baixar o nosso mapa e programe seu passeio. Com segurança!

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    30 de julho de 2020

    Redação Inhotim


    Leitura: 2 min

    Amigo a gente quer sempre por perto! #AmigosDoInhotim 

    Neste ano, em que o mundo se viu frente a um novo desafio, o Inhotim continua com as visitações temporariamente suspensas, mas seguimos próximos a você, por meio das redes sociais e nos preparando para te receber com segurança neste novo cenário. Estamos com saudades dos nossos visitantes, de ter nossos amigos por perto!

    É por isso que o programa Amigos do Inhotim oferece diversos benefícios para que você esteja sempre por aqui, circulando pelos jardins, pelas obras de arte e vivendo essa experiência única que é estar no Inhotim.

    Para além das diversas vantagens que os Amigos do Inhotim ganham com a sua adesão (dentro e fora do Instituto, em estabelecimentos Brasil afora), você ainda ajuda a manter os projetos sociais, educativos e ambientais que realizamos anualmente.

    A adesão ao programa pode ser deduzida do Imposto de Renda de Pessoa Física, respeitando o limite de 6% do IR devido no período.

    Confira qual a melhor categoria para você e os benefícios de ser Amigo do Inhotim em cada uma:

    INH_Tabela_AmigosInhotim_JULHO_2020_BX

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    19 de março de 2020

    Marcelo Martins


    brumadinhojarbas lopestroca-troca

    Leitura: 6 min

    A volta do “Troca-troca” (2002) por Brumadinho

    Em 2002, oito amigos saíram do Rio de Janeiro, em três fuscas muito chamativos, com as peças trocadas nas cores amarelo, vermelho e azul, rumo a Curitiba. Quinze anos depois, os três fuscas seriam conduzidos por Jarbas Lopes e seus amigos pelas ruas de Brumadinho. Os três veículos compõem a obra Troca-troca (2002), que faz parte do acervo do Inhotim. O trabalho já ficou exposto em diversos locais do museu e atualmente está na Galeria Praça. Antes de ir para o restauro (realizado de março até outubro de 2017) e trocar de lugar, ficava no jardim ao lado da Galeria Cosmococa.

    Jarbas Lopes visitou o Inhotim de 18 a 21 de outubro. Ele se encontrou com as equipes Técnica e Curadoria para conversar sobre o restauro, realizou uma dinâmica com vários funcionários do Instituto, fez uma live para falar sobre o processo e realizou um show de música, juntamente com a banda Shiba, aos pés da árvore tamboril, durante as Ocupações Temporárias 2017. Ele foi ainda homenageado por alunos de uma escola de Belo Vale, cidade perto de Brumadinho, que fizeram uma réplica dos fuscas em uma atividade proposta em sala de aula. No Inhotim, os estudantes encontraram com o artista e cantaram “Fuscão preto”, especialmente para Jarbas.

    Foto1

    Jarbas Lopes é homenageado pelos alunos de Belo Vale, prestes a ouvir a música “Fuscão preto”. Crédito: William Gomes

    Troca de olhares, tchauzinhos… e de motor

    No dia 21 de outubro de 2017, por volta de meio-dia e meia, lá estavam eles: os três fuscas saindo do Inhotim para percorrer as ruas de Brumadinho. Já no trajeto, a obra do acervo foi chamando a atenção de quem encontrava, ganhando acenos pelo caminho.  O trabalho de Jarbas Lopes também gerou comoção de quem estava em frente ao Supermercado Super Luna, um dos locais mais movimentados da cidade. Alguns arriscaram um grito de “oi”, outros, um tímido tchauzinho. Em comum, todos tinham um olhar de curiosidade e de reconhecimento de que era uma das obras de arte mais queridas pelo público.

    Foto2

    Mulher acena para os fuscas na Rua Itaguá, perto da Quadra de Esportes. Crédito: Marcelo Martins

    O final do trajeto foi no letreiro da cidade, localizado na entrada do município. Ao fazer o retorno, ops! Um dos fuscas falhou e toda a caravana teve que parar (além das três esculturas andantes, havia cinco carros do Inhotim acompanhando o trajeto, com as equipes de Comunicação e Curadoria). O fusca, que não conseguia mais ser ligado, teve que passar pelo procedimento de troca do motor. Enquanto isso, funcionários do Inhotim registraram várias fotos e eu acabei saindo em uma delas.

    Foto3

    O analista de comunicação do Inhotim Marcelo Martins é flagrado registrando fotos do fusca parado. Crédito: Arquivo

    Troca de motor finalizada, a caravana do Troca-troca (2002) pegou o caminho de volta para Inhotim e… mais uma parada, dessa vez na subida da Rua Itaguá, ao lado da linha do trem. O motor do mesmo fusca deu defeito e a equipe de mecânicos teve que entrar em ação novamente.

    Foto4

    Já tinha visto essa parte da obra? Momento raro para ver detalhes de dentro do Troca-troca (2002)! Crédito: William Gomes

    Depois desse passeio cheio de interações com os moradores de Brumadinho, os fusquinhas voltaram para o Inhotim e trocaram de lugar: passaram a ficar expostos no vão da Galeria Praça, ao abrigo do sol e da chuva, para que fiquem conservados por mais tempo.

    Neste vídeo disponível no canal tubedorui, Jarbas conta um pouco sobre o Troca-troca (2002). Confira!

    Foto5

    Fuscas estacionados no Centro de Brumadinho, em frente à sede da Rádio Regional.  Crédito:  Marcelo Martins

    Quer saber mais sobre a obra? Acesse mais informações no nosso site.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    19 de setembro de 2019

    Marcelo Martins


    Leitura: 7 min

    Movimento, pausa, Sombra e Água Fresca

    Movimento, pausa, Sombra e Água Fresca

    O deslocamento do corpo e das ideias é uma das principais propostas do Inhotim. Percorrer as galerias projetadas especialmente para o Instituto, renovar o olhar observando os jardins e se deparar com a materialidade das obras de arte e pessoas de vários locais do mundo, faz parte da experiência neste local único. Pensar no Inhotim como um local vivo, que está sempre em transformação, também é um dos cernes da experiência do visitante. Sob essa tônica, abriremos no dia 21 de setembro um novo espaço: o Jardim Sombra e Água Fresca -pensado como um jardim em processo.

    Território em transformação

    O jardim está conectado com a transformação do território em seu conceito: a área, que era um pasto, passou por um processo criativo de quase 10 anos, liderado pelo paisagista do Instituto, Pedro Nehring. Existem cerca de 700 espécies, entre plantas nativas e exóticas, com o objetivo de enriquecer a vegetação ciliar do curso d’água e criar novos espaços à sombra. Vando Silva, jardineiro do Inhotim, participou de perto da transformação do local. “Lembro-me de quando eu cortava grama nessa área. Hoje, já tem um caminho, um jardim bonito. Fico feliz por contribuir para este novo espaço do Instituto”, diz.

    INH_Gif_NovoJardim

    Quais plantas esse jardim tem?

    Para a sua concepção, o paisagista teve como orientação a mistura entre plantas nativas e exóticas para compor flora do Jardim Sombra e Água Fresca. Uma das principais famílias botânicas do Inhotim, as palmeiras, que tem como espécie integrante o Buriti (Mauritia flexuosa), por exemplo, compõem a nova paisagem. Plantas muito presentes na história e na cultura brasileira, como o jacarandá, o guanandi e a pitangueira estão entre cerca de 700 espécies presentes no novo espaço, com aproximadamente 32 mil m².

    O Jardim Sombra e Água Fresca também foi pensado para proporcionar experiências multissensoriais: mais de 80 espécies de plantas frutíferas vão compor a nova paisagem (imagine o cheiro do lugar!); será possível ouvir cantos de muitos passarinhos, como sabiá e trinca-ferro – que se alimentam dessas frutas – e o barulho da água que corre em um dos pontos extremos do jardim.

    FotoWilliamGomes

     

    Afinal, o que é etnobotânica?

    Ao longo do jardim, o visitante poderá reconhecer trinta plantas, que serão identificadas com placas, nas quais vão constar informações etnobotânicas, que nada mais é que a ciência que estuda a utilização das plantas pelas pessoas. Para o curador botânico Juliano Borin, as informações etnobotânicas são ferramentas estratégicas para a educação ambiental do público. “A pessoa terá consciência do uso da planta, da sua importância para o ecossistema e, assim, vai saber porque é importante preservá-la.”

    Por exemplo: você já ouviu falar sobre o Guanandi? Reconhecida como a primeira “madeira de lei” do Brasil, pode atingir até 20 metros de altura. Seus frutos são consumidos por vários animais, o que é útil em reflorestamentos.

    Na região central do jardim, o visitante poderá ainda se deparar com um imponente cedro. Obras do mestre Aleijadinho – expostas em cidades próximas a Brumadinho, como Congonhas, Ouro Preto e Sabará – foram produzidas com a madeira dessa árvore.

    Um último exemplo, só para aumentar a curiosidade com as outras 27 espécies que poderá desvendar nas trilhas do Jardim Sombra & Água Fresca, temos o pau-rosa, uma ótima opção para a arborização das cidades. Quando em floração, sua beleza se iguala ou supera a dos ipês.

    Mil caminhos até o Jardim Sombra e Água Fresca

    São muitos os caminhos que conduzem o visitante até o Jardim Sombra e Água Fresca. Pegue um carrinho no ponto de embarque da Rota 1, próximo à Galeria Praça; siga em direção ao Jardim Veredas, passando ao lado da Galeria Adriana Varejão. Ao desembarcar, o acesso para o jardim está ao lado da Galeria Cosmococa. Outra opção é, ao sair da Recepção, caminhe pela Alameda Central, vire à esquerda da árvore tamboril (B1 no mapa) e vire à direita, passando pela Galeria Fonte (G4). Depois de passar pelo Jardim Veredas (J5), o acesso ao novo espaço estará à sua direita. Confira no gif abaixo:

    INH_MapaNovoJardim_blogSite

    Ah! Não deixe de registrar fotos das plantas e dos animais do Jardim Sombra e Água Fresca, bem como da sua visita ao Inhotim. Compartilhe-as com a #sejapresença, #brumadinho, #minasgerais, #birdwatching, #birdwatchingbrasil, #jardimbotanico, #inhotiminstitute e #inhotim.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    24 de abril de 2019

    Redação Inhotim


    Leitura: 2 min

    Lenine no Inhotim

    Lenine no Inhotim

    Itaú e Inhotim apresentam: Lenine em Trânsito.

    O cantor pernambucano Lenine retorna ao Inhotim no dia 27 de abril (sábado) para uma tarde de muita música e histórias com a turnê “Lenine em Trânsito”, que traz grandes sucessos dos seus mais de 30 anos de carreira e canções inéditas. O show é patrocinado pelo Itaú e faz parte da programação cultural e educativa de 2019 do Inhotim, que busca ajudar na recuperação de Brumadinho ocupando o Instituto com uma agenda especial e ressignificando a região. Essa agenda é o nosso convite para que as pessoas se aproximem e vivam experiências que possibilitem transformar e serem transformadas. Confirme presença.

    Observação: O ingresso para o show dá direito à entrada no Inhotim. Aproveite para visitar galerias, obras e jardins das 9h30 às 17h30. O show inicia às 15h.

    Confira quem tem direito a meia-entrada:

    — Amigos do Inhotim
    – Crianças de 6 a 12 anos;
    – Idosos acima de 60 anos;
    – Pessoas com deficiência e seus acompanhantes;
    – Estudantes;
    – Professores das redes formais pública e privada de ensino;
    – Funcionários da Vale;
    – Clientes Fiat Club Premium mais um acompanhante;
    – Participante do Clube de Assinantes Estado de Minas mais um acompanhante;
    – ID Jovem;
    – Moradores de Brumadinho participantes do programa Nosso Inhotim.

    Compre seu ingresso: inhot.im/leninenoinhotim

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +