• EN
  • 27 de agosto de 2015

    Redação Inhotim


    exposiçãoinauguraçãoprogramação cultural

    Leitura: 16 min

     Programação especial celebra os dois milhões de visitantes do Inhotim

     Programação especial celebra os dois milhões de visitantes do Inhotim

    Em agosto, o Inhotim alcançou a marca de 2 milhões de visitantes, dos mais diversos lugares e realidades, desde quando o parque foi aberto ao público, em 2006. Para comemorar a presença de quem mantém o Instituto vivo, o segundo semestre vai contar com novas exposições, performances e shows de grandes nomes da música brasileira. Entre as atrações, estão Maria Bethânia, Zélia Duncan e Jaques Morelenbaum, Luiz Melodia e uma homenagem a Fernando Brant. Confira tudo sobre quem chega para se apresentar no Inhotim nos próximos meses e sobre as novas obras que serão exibidas no parque.

    SETEMBRO
    5/09, 15h – Dançar o mundo – das ruas à web 2.0, performance de Ana Pi
    Teatro Inhotim (entrada por ordem de chegada – 210 lugares)

    A artista Ana Pi realiza performance baseada nas danças urbanas das grandes cidades do mundo, surgidas em subúrbios ou em contextos underground. A apresentação mostra a relação da artista tanto com a dança funk do Brasil como com os ritmos africanos e norte-americanos, criando um diálogo explícito entre nacional e internacional. Haverá uma conversa com o público após o espetáculo.

    Entrada por ordem de chegada, 30 minutos antes da apresentação.  Compre seu ingresso para o parque neste dia.

     12/09, 15h – Lucas Santtana
    Palco Magic Square (entrada por ordem de chegada. Lotação: 1.500 pessoas)

    Comemorando 15 anos de carreira com a turnê de um de seus mais recentes álbuns, “Sobre Noites e Dias”, Lucas Santtana se apresenta no Inhotim em um show dançante e animado.  Com faixas inspiradas em crônicas do dia a dia, como a divertida “Montanha Russa Sentimental”, o cantor baiano também resgata os últimos trabalhos lançados, tocando alguns de seus sucessos.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    Compre seu ingresso para o parque neste dia.

    13/09, 15h – Luiz Melodia, voz e violão
    Palco Magic Square (entrada por ordem de chegada. Lotação: 1.500 pessoas)

    Com mais de quarenta anos de carreira, Luiz Melodia se mostra cada vez mais versátil e criativo, compondo músicas que passam pelo blues, choro e samba. O show conta com seus maiores sucessos, como “Pérola Negra”, “Magrelinha” e “Estácio, eu e você”. Acompanhado de Renato Piau, seu violão e braço direito no palco, Melodia se reinventa a cada apresentação tornando sempre uma surpresa suas músicas já consagradas.

    Compre seu ingresso para o parque neste dia.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    19/09, 15h – Orquestra Jovem Inhotim
    Palco Magic Square (entrada por ordem de chegada. Lotação: 1.500 pessoas)

    Concertos especiais marcam a participação da Orquestra Jovem Inhotim na programação do Inhotim em Cena. A Orquestra é formada pelos alunos da Escola de Cordas do Inhotim que se apresentam sob a regência do maestro César Timóteo, diretor artístico do projeto. Com programação diversificada, o grupo leva ao público obras de diferentes estilos musicais, valorizando a música instrumental. A orquestra conta com 30 instrumentistas entre violinistas, violistas, violoncelistas e contrabaixistas. No repertório, obras dos compositores: Mozart, Vivaldi, Villa Lobos, Tom Jobim e Milton Nascimento.

    Compre seu ingresso para o parque neste dia.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    20/9, 15h – Carminho
    Palco Magic Square (entrada por ordem de chegada. Lotação: 1.500 pessoas)

    A cantora e compositora portuguesa de fado é ilha da também fadista Teresa Siqueira e uma das mais talentosas e inovadoras cantoras de fado da sua geração. No show, ela vai interpretar  também outros gêneros musicais, como a música popular portuguesa, MPB, jazz, música pop e rock. Carminho se apresenta pela primeira vez em Minas Gerais após espetáculos com lotação esgotada nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. A artista, que no Brasil já gravou com Chico Buarque, Milton Nascimento, Nana Caymmi e Marisa Monte, apresenta no Inhotim Em Cena canções de seu terceiro disco, “Canto”.

    Compre seu ingresso para o parque neste dia.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    OUTUBRO
    1/10 – Novas exposições temporárias

    No dia 1º de outubro, o Inhotim inaugura diversas obras do acervo. Entre as novidades, está uma videoinstalação do sul-africano William Kentridge. O artista, que em 2013 passou por Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre com uma mostra itinerante dedicada à sua produção, chega ao Inhotim com o trabalho “I am not me, the horse is not mine”.  Composto por oito projeções em tamanho monumental, a obra vai ocupar um  galpão de 600 m² e promete ser uma das principais atrações do Instituto para 2015. O trabalho já esteve em exibição na Tate Modern, em Londres, e no MoMA, em Nova York, e fica no lugar de “The Murder of Crows”, de Janet Cardiff e Georges Bures Miller.

    Na Galeria Fonte, a exposição “Do Objeto para o Mundo – Coleção Inhotim” apresenta para o público do Inhotim trabalhos da coleção que nunca foram exibidos anteriormente no parque. Mais de 50 obras, dos anos de 1950 até hoje, propõem um recorte do acervo que examina a formação do campo da arte contemporânea a partir da coleção e do programa da instituição, inaugurada ao público em 2006. A mostra já passou por Belo Horizonte e São Paulo, somando um público de mais de 100 mil pessoas.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    1/10, 15h – Bixiga 70
    Palco Magic Square (entrada por ordem de chegada. Lotação: 1.500 pessoas)

    A inauguração das novas exposições temporárias será celebrada com show da banda Bixiga 70, que lança seu terceiro disco. O grupo mantém o ritmo dançante que passa por dub e reggae, cumbia e carimbó, ethio-jazz e samba-jazz, construído em frases e solos, harmonias e dinâmicas, claves e improvisos. Os dez integrantes fazem uma apresentação altamente dançante.

    Entrada por ordem de chegada.  Compre seu ingresso, aqui.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    3 e 4/10, 15h – Zélia Duncan e Jaques Morelenbaum
    Palco Magic Square (ingressos específicos para o público do show – 1.500 lugares)

    A artista homenageia Milton Nascimento no Inhotim ao lado de Jaques Morelenbaum.  Em um show em formato de recital, de voz e violoncelo, o repertório de Milton será interpretado de forma especial. O show não se prende a cronologias. “Tanto eu como o Jaques, temos uma memória afetiva recheada pelo repertório do Milton e esse foi o critério que adotamos para a seleção das músicas”, conta Zélia. Entre elas, “Canção Amiga”, “Cravo e Canela”, “Encontros e Despedidas”, “O que foi feito deverá”, “Ponta de Areia” e “San Vicente”.

    O show acontecerá em área reservada, com ingressos vendidos separadamente a R$40 (inteira). O ingresso para visitar o Inhotim neste dia não inclui a entrada no espaço do show. A meia-entrada é válida para Amigos do Inhotim e para os demais públicos que possuem esse benefício. Confira aqui.

    Compre seu ingresso, aqui.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    10 e 11/10, 15h- Homenagem a Fernando Brant – Canções da América
    Palco Magic Square (ingressos específicos para o público do show – 1.500 lugares)

    Amigos do compositor Fernando Brant e vozes da nova geração da música de Minas se reúnem no Inhotim em apresentação que homenageia o artista. Entre os convidados estão Toninho Horta, Tavinho Moura, Beto Guedes, Flávio Venturini, Quarteto Cobra Coral, Amaranto, Juliana Perdigão e Marina Machado. O show tem roteiro de Murilo Antunes, direção musical de Flávio Henrique e direção artística de Antonio Grassi.

    O show acontecerá em área reservada, com ingressos vendidos separadamente a R$40 (inteira). O ingresso para visitar o Inhotim neste dia não inclui a entrada no espaço do show. A meia-entrada é válida para Amigos do Inhotim e para os demais públicos que possuem esse benefício. Confira aqui.

    Compre seu ingresso, aqui.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    17/10, 11h – Vocal Line
    Tamboril (acesso livre para os visitantes do parque)

    O grupo dinamarquês conta com coro de 30 integrantes regidos pelo maestro Jens Johansen. Ao longo dos 23 anos de existência, Vocal Line tem alcançado grande reconhecimento em toda a Europa e em várias partes do mundo, apresentando-se em importantes festivais da Europa e dos Estados Unidos.

    Acesso livre para visitantes do parque.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    17 e 18/10, 15h – Espetáculo “Bethânia e as Palavras”
    Palco Magic Square (ingressos específicos para o público do show – 1.500 lugares)

    O espetáculo “Bethânia e as Palavras” vai levar ao Inhotim a coletânea de poesias e textos escolhidos por Maria Bethânia em uma apresentação que mistura literatura e música. No show, poetas de todas as gerações são lidos, como Guimarães Rosa, Manuel Bandeira, Cecília Meireles, Sophia de Mello Breyner, Padre Antonio Vieira, Caetano Veloso, Fausto Fawcet, Ferreira Gullar, entre outros. As leituras serão entremeadas por trechos de conhecidas canções brasileiras e portuguesas como ABC do Sertão (Luiz Gonzaga), Romaria (Renato Teixeira), Estranha Forma De Vida (Amália Rodrigues) e Marinheiro Só (domínio público/adaptação Caetano Veloso).

    O show acontecerá em área reservada, com ingressos vendidos separadamente a R$200 (inteira). O ingresso para visitar o Inhotim neste dia não inclui a entrada no espaço do show. A meia-entrada é válida para Amigos do Inhotim e para os demais públicos que possuem esse benefício. Confira aqui.

    Compre seu ingresso, aqui.

    Maria Bethânia faz apresentação que reúne poesia e música no Magic Square do Inhotim.

    Maria Bethânia faz apresentação que reúne poesia e música no Magic Square, em outubro.

    24/10, 15h – Ars Nova
    Palco Magic Square (entrada por ordem de chegada. Lotação: 1.500 pessoas)

    Em comemoração aos 100 anos de nascimento do compositor Hans-Joachim Koellreutter, o Ars Nova – Coral da UFMG, regido pela maestrina Iara Fricke Matte apresenta um concerto especial voltado para a música erudita contemporânea. O concerto marca ainda a estreia global de duas peças: Três Canções Sacras, do compositor mineiro Eduardo Ribeiro, e Trois Chansons, de Daniel Knaggs. O Ars Nova – Coral da UFMG é o representante brasileiro desse projeto, no qual Knaggs convidou corais do mundo inteiro a criarem suas próprias leituras interpretativas da homenagem que o americano fez a Ravel e Debussy.

    Entrada por ordem de chegada. Lotação: 1.500 pessoas. Início das vendas em breve.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    25/10, 15h – Espetáculo Cobra, de John Zorn
    Palco Magic Square (entrada por ordem de chegada. Lotação: 1.500 pessoas)

    Neste concerto, o Coletivo Distante apresenta improvisações em diferentes formações instrumentais, realizando versões do jogo musical Cobra (1984), do compositor novaiorquino John Zorn. O jogo utiliza de placas e sinais entre os músicos para articular uma série de modos de improvisação, cada qual com suas próprias regras.

    Entrada por ordem de chegada. Lotação: 1.500 pessoas. Início das vendas em breve.

    (Essa atividade faz parte do Inhotim em Cena, é apresentada pelo Correios, tem patrocínio da Pirelli e Apoio da Wals.)

    NOVEMBRO
    26/11 – Inauguração da Galeria Claudia Andujar

    Em 26 de novembro deste ano, o Inhotim inaugura a galeria Claudia Andujar, projeto que vem sendo desenvolvido há cinco anos pela instituição. O espaço terá 1.600 m² e será integralmente dedicado ao trabalho da fotógrafa suíça, radicada no Brasil desde a década de 1950. Ao longo dos anos, ela registrou a vida dos Yanomami, povo indígena que vive na floresta amazônica, na fronteira entre Venezuela e Brasil. Sua atuação foi fundamental para a demarcação do território Yanomami, em 1992, e está intimamente ligada à história do País. No Inhotim, a galeria reunirá cerca de 500 fotografias feitas pela artista durante o período em que viveu com os índios e em visitas posteriores.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    18 de maio de 2015

    Redação Inhotim


    arteprogramação cultural

    Leitura: 3 min

    Conversas sobre arte contemporânea

    Conversas sobre arte contemporânea

    Quem adora arte não pode perder amanhã, 19 de maio, às 20h, a conversa entre o artista Marcius Galan, o crítico de arte Thiago Mesquita e o curador e diretor artístico do Inhotim, Rodrigo Moura. O encontro tem como ponto de partida a exposição “Do Objeto para o Mundo – Coleção Inhotim”, em exibição até 31 de maio, no Itaú Cultural, em São Paulo. Com entrada gratuita, a mesa será mediada pela curadora de programas públicos do Instituto, Morgana Rissinger, e exibida ao vivo pelo site do Itaú Cultural.

    Sobre os convidados
    Marcius Galan é um dos artistas que integra a mostra “Do Objeto para o Mundo – Coleção Inhotim” e possui duas obras em exibição no Instituto, em Brumadinho, atualmente. Em seu trabalho, o tema espaço é assunto recorrente e envolve muitas vezes a percepção do espectador.

    Thiago Mesquita é crítico de arte e tem passagens por veículos como Folha de S. Paulo e +Soma. É professor em universidades e instituições culturais, além de organizar exposições e publicações no campo da arte contemporânea brasileira.

    Rodrigo Moura é diretor artístico e curador do Inhotim, onde trabalha desde 2004. Exerceu importante papel na aquisição de obras fundamentais da coleção, incluindo obras de Ernesto Neto, Jorge Macchi e Rivane Neuenschwander. Também atua como crítico de arte e editor.

    Sobre a exposição
    “Do Objeto para o Mundo – Coleção Inhotim” é a primeira mostra itinerante do Instituto e apresenta obras nunca antes exibidas no parque. A exposição toma como ponto de partida um momento histórico em que a arte deixa de se resumir a objetos para existir de maneira mais aberta para o mundo. Nesse contexto, elementos do cotidiano, do espaço real, da política e do corpo são incorporados e o espectador se transforma em participante. 50 obras de 29 artistas, nacionais e internacionais, compõem a exibição, que já esteve em exibição na Fundação Clóvis Salgado, em Belo Horizonte.

    SERVIÇO:
    Conversas sobre arte contemporânea: Do Objeto para o Mundo – Coleção Inhotim
    Quando: 19 de maio (terça-feira), às 19h30
    Onde: Sala Vermelha do Itaú Cultural (Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô, São Paulo/SP)
    Entrada gratuita (com distribuição de ingresso 30 minutos antes). 70 vagas.

    Transmissão ao vivo pelo site do Itaú Cultural
    Tradução simultânea na plateia em Libras

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    17 de abril de 2015

    Equipe de mediadores

    Realiza visitas e atividades que convidam a refletir sobre os acervos do Inhotim


    educaçãoprogramação culturalvisita

    Leitura: 3 min

    Literatura pelo Inhotim

    Literatura pelo Inhotim

    Objeto muito antigo na nossa história, o livro é propositor e encantador por natureza, contém cheiro, imagens, narrativas e memórias. A leitura, seja pela letra escrita ou imagem impressa, propicia a construção de sentidos, afetos e conhecimento. Marcando a nossa vida de forma significativa e estimulando o ato revolucionário da autonomia, o livro pertence ao campo do encantamento e do exercício das práticas sensíveis.

    No Inhotim, o trabalho A origem da obra de arte (2002), da artista Marilá Dardot, permite ao visitante caminhar por um jardim-livro, onde ele se torna coparticipante no plantio de vasos em forma de letras que se tornam palavras, distribuindo pela grama ideias e poesia. Em Desert Park (2010), a artista Dominique Gonzalez-Foerster cria um ambiente especialmente para o Instituto, construindo, em meio ao jardim tropical, uma coleção de pontos de ônibus desérticos. O que se espera? Ao chegar e partir, quais leituras são possíveis nesse lugar?

    Vista do trabalho da artista Marilá Dardot no Inhotim. Foto: Daniela Paoliello

    Vista do trabalho da artista Marilá Dardot no Inhotim. Foto: Daniela Paoliello

    Pontos de ônibus recriados na obra "Desert Park", 2010, de Dominique Gonzalez-Foerster. Foto: Rossana Magri

    Pontos de ônibus recriados na obra “Desert Park”, 2010, de Dominique Gonzalez-Foerster. Foto: Rossana Magri

    Ao pensar na importância desse companheiro de tempos, amigo do homem e aliado da imaginação, que tal praticar uma ação saudável e afetiva de deixar um livro nos bancos dos jardins do Inhotim e ter a grata surpresa de achar outros, novos ou usados?

    De 20 a 26 de abril, convidamos os visitantes a trazer seus livros para promover a prática da leitura. A atividade Deixe um livro no banco, utiliza os bancos espalhados pelo parque como suporte para essa ação, transformando-os em prateleiras expositivas de surpresas! Confira mais informações aqui.

    Tiago Ferreira e Wellington Pedro, educadores do Inhotim

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    11 de março de 2015

    Tiago Ferreira

    Mediador do Inhotim.


    arteprogramação cultural

    Leitura: 3 min

    Dias de poesia no Inhotim

    Dias de poesia no Inhotim

    Percorrer os caminhos sinuosos, as trilhas instigantes, respirar ar puro e, a cada instante, se deparar com uma obra de arte. Parar no tempo e pensar no que nos inspira. O que se torna ou é a poesia? Estar no Inhotim é uma experiência em que a vida e a arte se transformam em uma só coisa, como uma simbiose, um instante em que tudo se torna poético. Abra os braços e esteja aberto para descobrir, com delicadeza, cada pedacinho e espaço deste lugar.

    No Inhotim, a poesia ganha representações diversas. Uma criança que observa, encantada, os pássaros na beira do lago. O arrepio de pisar em cacos de vidro. A emoção de ouvir uma sinfonia antiga de um coral de 40 vozes. Olhar para o céu e não saber se é nuvem, se é continente, ou se tudo atravessa mesmo o campo da imaginação, do sentir inspirado e do olhar para o novo. A poesia, aqui, é estar vivo e deixar que a voz declame, recite, exclame, fale que o mundo vai além do que se vê.

    Em comemoração ao Dia Nacional da Poesia, celebrado em 14 de março, o Inhotim realiza, nesta semana, um Sarau nos jardins do parque. Os pés da árvore do Tamboril tornam-se palco aberto para todos os amantes das palavras. Venha e ofereça aquela poesia guardada de cabeça, rabiscada num pedaço de papel ou escrita em um livro predileto.

    sarau-rossana-magri-post

    Foto: Rossana Magri

    Sarau Poético
    11, 14 e 15 de março
    10h às 12h e 14h às 16h aos pés da árvore Tamboril

    Confira a programação completa de março.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    27 de fevereiro de 2015

    Redação Inhotim


    arteexposiçãoprogramação cultural

    Leitura: 4 min

    Conversa com Daniel Steegmann

    Conversa com Daniel Steegmann

    Para encerrar sua temporada em Belo Horizonte, a exposição “Do objeto para o mundo – Coleção Inhotim”, em exibição até 8 de março no Palácio das Artes e no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia, promove uma conversa com o artista Daniel Steegmann Mangrané, no próximo dia 4.

    Autor de 16 mm, que integra a exposição, Steegmann fala sobre esta e outras obras que marcaram sua trajetória. É uma ótima oportunidade para conhecer melhor o trabalho de um artista cuja atividade reflete aspectos da arte contemporânea e, também, para saber mais sobre a formação da coleção do Inhotim. Exibido pela primeira vez na 30a Bienal de Sa?o Paulo, em 2012, 16 mm foi filmado com um dispositivo criado pelo artista, no qual a ca?mera desliza por um cabo de ac?o colocado a tre?s metros de altura, na Mata Atlântica. A conversa, com mediação do curador da exposição Rodrigo Moura, fecha o ciclo de encontros com o público.

    Retrato Daniel Steegmann Mangrané

    Retrato Daniel Steegmann Mangrané

    Os temas da exposição também foram discutidos em conversas promovidas durante o período de sua abertura, em dezembro de 2014. Na primeira delas, foi possível conhecer a trajetória de dois importantes artistas argentinos – Jorge Macchi e David Lamelas. Apesar de pertencerem a diferentes gerações, suas obras ajudam a entender o caminho traçado pela curadoria da exposição. “Do Objeto para o Mundo – Coleção Inhotim” apresenta um recorte em que a arte contemporânea é entendida a partir de movimentos artísticos surgidos no Brasil, América Latina e Japão a partir dos anos 1950. Este caminho é marcado, também, pela manifestação de “Do corpo à terra”, ocorrida em Belo Horizonte em 1970, no Parque Municipal. O curador do evento, Frederico Morais, e dois artistas que integraram a mostra – Cildo Meireles e Décio Noviello – participaram da segunda rodada de conversas, realizada em dezembro.

    Nesta quarta-feira, 4 de março, o público tem mais uma oportunidade de se aproximar dos conteúdos trazidos pela exposição, de maneira direta e descontraída. Participe da conversa de Daniel Steegman Mangrané com o curador Rodrigo Moura, às 19h30, no Teatro João Ceschiatti.

    Conheça melhor a obra de Daniel Steegmann e visite exposição no Palácio das Artes.

    Conversa com o artista Daniel Steegmann Mangrané
    Quarta-feira, 4 de março, 19h30
    Palácio das Artes, Teatro João Ceschiatti,  – Avenida Afonso Pena, 1537, Centro – Belo Horizonte/MG
    Lotação máxima: 148 pessoas
    Entrada gratuita, por ordem de chegada
    doobjetoparaomundo.org.br

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    Página 4 de 12« Primeira...23456...10...Última »