• EN
  • 30 de janeiro de 2018

    Redação Inhotim


    Leitura: 4 min

    Venha carnavalizar entre a arte e a natureza do Inhotim

    Venha carnavalizar entre a arte e a natureza do Inhotim

    Vai curtir o Carnaval no Inhotim? A nossa equipe educativa pensou em uma programação para quem quiser curtir a folia por aqui e também para quem preferir aproveitar o feriado em um passeio entre os acervos do Parque, sem compromisso.

    Estaremos abertos de sábado à terça-feira, inclusive na segunda-feira, das 9h30 às 17h30, com entrada a R$ 44 (inteira). Já na Quarta-feira de Cinzas, a entrada é gratuita, com o horário de funcionamento igual aos demais dias.

    Se você quiser dicas de hospedagem, de como chegar e de como comprar seu ingresso online, acesse o nosso site! Ah, e não se esqueça de levar o seu cartão de vacina comprovando que já se imunizou contra a febre amarela. A entrada no Instituto só será permitida com a apresentação do documento provando que a vacina foi tomada no mínimo 10 dias antes da visitação.

    Confira o que vem por aí e programe sua visita:

    -Visita Temática: Diversidade e representatividade na arte contemporânea
    Qual a importância deste tema para os museus do Brasil e do mundo? A partir do próprio acervo artístico do Inhotim, a visita aborda o tema e propõe uma reflexão coletiva sobre as diferentes formas de se trabalhar a diversidade na cultura. O passeio é gratuito. Quer participar? É só avisar sobre seu interesse na recepção.
    Quando: sábado, domingo e quarta-feira.
    Horário: 10h30

    -Ativação poético-flutuante na Piscina (2009), Jorge Macchi
    “Piscina” (2009) , trabalho do artista argentino Jorge Macchi, teve origem de uma aquarela pintada por ele no formato de uma caderneta telefônica. Quem visita o Inhotim tem a chance de viver uma experiência singular: nadar em uma obra de arte. Nesta atividade, você será convidado a brincar com letras soltas que se misturam com a própria obra. Ao longo dessa mediação em palavras flutuantes, a conversa sobre os limites entre o cotidiano e a arte contemporânea podem vir à tona, assim como as histórias dos demais trabalhos de Macchi e da relação com o ambiente do Inhotim. A atividade é gratuita e para todas as idades.
    Quando: todos os dias do Carnaval.
    Horário: 14h às 16h.

    -Visita panorâmica
    Para quem quer conhecer o Inhotim de uma forma geral, entender sua origem e as características dos acervos artístico e botânico, a visita panorâmica é uma ótima opção. Durante uma hora, a equipe educativa conduz o grupo por alguns pontos estratégicos do Insituto, apresentando o espaço e esclarecendo dúvidas. A visita é gratuita e tem duração de uma hora.
    Quando: todos os dias do Carnaval.
    Horários: saída às 11h e às 14h.

    -Estação Folia 
    A Estação Educativa para Visitantes convida adultos e crianças a construir brinquedos para cair na folia! Lançadores de confete e barangandãs arco-íris irão fazer a alegria da meninada e colorir os jardins de Inhotim. Aproveite para conhecer o espaço, onde também está localizada a Biblioteca do Inhotim.
    Quando: todos os dias do Carnaval.
    Horário: 10h às 12h.

    Esperamos você por aqui!

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    18 de janeiro de 2018

    Redação Inhotim


    febre amarelaimprensa

    Leitura: 5 min

    Inhotim adota mais uma medida preventiva contra a febre amarela

    Inhotim adota mais uma medida preventiva contra a febre amarela

    Atualização: Com o fim do verão, o Instituto Inhotim deixou de exigir do visitante comprovante de vacina contra a febre amarela. Ressaltamos a importância de se prevenir contra a febre amarela e continuamos tomando as medidas necessárias para combater a doença.

    A partir desta terça-feira, 23 de janeiro, todos os visitantes devem apresentar o cartão de vacinação ao entrar no Inhotim, a fim de comprovar que se imunizaram contra a febre amarela há no mínimo dez dias. A medida é mais uma ação preventiva que o Instituto adota, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, para conscientizar os visitantes sobre a importância de se vacinar contra a doença. O Inhotim já oferece aos visitantes repelentes, dispostos em locais estratégicos do Museu, como Recepção, Estação Educativa e pontos de alimentação.

    O Instituto informa que não foi identificado nenhum caso de febre amarela no Inhotim e que continua tomando todas as medidas preventivas necessárias para combater a doença. Desde meados do ano passado, quando foram registrados os primeiros casos em Minas Gerais, o Inhotim vem adotando uma série de ações.

    O Inhotim realizou campanha de vacinação e divulgação de informações para funcionários. Além disso, o Instituto faz o monitoramento diário de animais.

    A conferência individual do cartão de vacinação será realizada no estacionamento do Parque. Apenas os visitantes vacinados contra a febre amarela ao menos dez dias antes da visita terão acesso ao interior do Instituto.

    O Inhotim continua funcionando normalmente: de terça a sexta-feira, das 9h30 às 16h30, e aos fins de semana e feriados, das 9h30 às 17h30. O valor da entrada (inteira) é R$ 44 e pode ser adquirida pelo site: inhotim.org.br/visite/ingresso.

    Update: Since April, Inhotim Institute no longer requires the visitor to prove yellow fever vaccine. We reinforce the importance of preventing against yellow fever and continue to take the necessary measures to combat the disease.

    Inhotim adopts one more preventive measure to fight the yellow fever
    As of Tuesday, visitors are required to show their immunization records to enter the park

    As of this coming Tuesday, January 23, all visitors must show their vaccination card  in order to be granted access to the park, proving they had been immunized against the yellow fever at least ten days prior to their visit.  This is yet another preventive action taken by the Institute, in partnership with the Health Department in the state of Minas Gerias, to raise awareness among visitors for how important it is to get immunized against the disease.  For a while now, Inhotim has been making insect repellent available to visitors at strategic locations such as the Reception, Education Center, snack bars, cafes and restaurants.

    The Institute states that no episode of the yellow fever has been identified at Inhotim, and that all the necessary preventive actions are currently being taken to fight the disease.  Since mid-2017 when the first episodes were identified in Minas Gerais, Inhotim has been taking a number of actions.

    Inhotim carried out an immunization campaign to provide vaccines and information to its employees.  In addition, the Institute monitors animals on a daily basis.

    Immunization records/vaccination cards will be individually checked upon arrival at the parking lot.  Only visitors who have been immunized against the yellow fever at least ten days prior to their visit to the Institute will be granted access to the Park.

    Opening hours have remained unchanged: Tuesday to Friday, from 9:30 AM to 4:30 PM; weekends and holidays, from 9:30 AM to 5:30 AM. The (full price) admission fee is BRL 44 and tickets can be purchased at inhotim.org.br/visite/ingresso.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    16 de janeiro de 2018

    Redação Inhotim


    Leitura: 4 min

    Um encontro marcado entre quem faz o Inhotim acontecer

    Um encontro marcado entre quem faz o Inhotim acontecer

    Três vezes por semana, funcionários e funcionárias do Inhotim se reúnem em lugares variados do Instituto com um único objetivo: conhecer melhor o espaço onde trabalham, sentindo-se à vontade para desfrutar de todas as possibilidades por aqui. Desde 2009, o projeto Encontro Marcado busca a integração entre as diferentes áreas e a democratização do acesso aos acervos botânico, artístico e histórico-cultural do Inhotim. Os encontros são realizados ao longo de todo o ano, com carga horária de 2 horas cada, e são desenvolvidos pela Gerência de Educação.

    As reuniões possuem um caráter de “formação temática”, e quem quiser participar se inscreve autonomamente em uma coletânea de encontros propostos pela equipe educativa. A disponibilidade de cada pessoa é conversada com a gerência das equipes, e os participantes e as participantes podem se inscrever em quantos encontros quiserem. Esses momentos são construídos através de ações teórico-práticas e, em sua maioria, resultam em uma produção plástica feita por quem participa. Até o próximo sábado, dia 20 de janeiro, uma mostra dos trabalhos desenvolvidos durante os Encontros Marcados de 2017 está em exibição na Biblioteca Inhotim.

    Essa ideia de integração surgiu a partir da iniciativa de duas funcionárias da Biblioteca Inhotim. Estas, ao serem abordadas por um jardineiro do Instituto, foram questionadas se ele poderia entrar para ler um livro. A pergunta evidenciou uma necessidade em fazer com que as próprias pessoas que trabalham no Parque conheçam o lugar, tendo dimensão de todas as áreas e se sentindo livres para usar os espaços.

    Após o episódio, algumas ações foram elaboradas para serem desenvolvidas ao longo do ano, incentivando esse sentimento de pertencimento entre funcionários e funcionárias e o Inhotim. Uma vez por mês, um encontro era marcado (deu-se a origem do nome) em locais específicos, tais como: biblioteca, galerias de arte e jardins do Inhotim, apresentando a quem se inscrevesse um universo de informações e possibilidades às quais essas pessoas não tinham acesso. Inicialmente, somente a equipe de jardineiros e jardineiras era contemplada com as ações do projeto, porém logo se percebeu o impacto positivo gerado no cotidiano dos funcionários, entendendo-se, portanto, a importância do alcance de todas as equipes das áreas de atendimento ao público e manutenção do Museu. Hoje em dia, as inscrições são abertas para todos os interessados e interessadas e os encontros têm ocorrência semanal.

    Durante um dos encontros, participantes aprenderam a fazer monotipia.

    Durante um dos encontros, participantes aprenderam a fazer monotipia.

    Ouvir, ao final de cada atividade, o depoimento emocionado por parte de funcionários que trabalham no Instituto há mais de três anos e que nunca haviam entrado em determinada galeria, na biblioteca ou simplesmente passado por um dos jardins traz a motivação e o desejo para a realização permanente desse projeto. O Encontro Marcado se consolidou como um espaço de socialização entre as equipes do Instituto, permitindo o exercício do respeito, diálogo, cooperação e abertura para o outro, além de estimular a colaboração entre áreas do Inhotim.

    *Esse texto foi escrito por William Costa, educador do projeto Encontro Marcado.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    05 de janeiro de 2018

    Redação Inhotim


    Leitura: 1 min

    Nota para a imprensa

    O Inhotim comunica que não foi identificado nenhum caso de febre amarela no Instituto e que está tomando todas as medidas preventivas necessárias para combater a doença. Desde meados do ano passado, quando foram registrados os primeiros casos em Minas Gerais, o Inhotim está atento e vem adotando uma série de ações.

    Em parceria com a Secretaria de Saúde e Vigilância Sanitária de Brumadinho, o Instituto realizou campanha de vacinação e divulgação de informações para funcionários. Além disso, o Instituto tem uma equipe que faz o monitoramento diário de animais. Até o momento, não foi identificado nenhum caso de contaminação. Também não foi identificado no Museu nenhum mosquito transmissor pela equipe de zoonose de Brumadinho. Nos próximos dias, o Inhotim disponibilizará repelente para os visitantes.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    27 de dezembro de 2017

    Redação Inhotim


    artebotânicabrumadinhoeducaçãojaneiro; férias

    Leitura: 8 min

    Verão no Inhotim: confira a programação educativa de janeiro

    Verão no Inhotim: confira a programação educativa de janeiro

    Janeiro é mês de férias para muita gente. E para receber a turma toda por aqui, a equipe educativa do Inhotim pensou em uma programação que agradasse a todas as idades. Tem oficinas, brincadeiras e visitas mediadas para fazer do passeio no Inhotim um momento bom para todas as famílias, amigos e amigas. E claro, para quem vem só também.  Confira as atividades oferecidas e prepare sua visita. Ah… e é sempre bom lembrar que temos um ponto de apoio  onde você tira todas suas dúvidas sobre o Instituto. É a Estação Educativa para Visitantes, localizada no Centro de Educação e Cultura Burle Marx. Lá, sempre vai ter gente para te orientar da melhor forma.

    – Oficina de Carimbo Artesanal
    Seja para autenticar documentos ou para indicar datas, os carimbos têm uma história antiga e estão presentes em vários locais. Todos os países têm sua história documentada por meio dos carimbos, que fixam os acontecimentos marcantes situando-os no tempo e no espaço. Através da confecção de carimbos artesanais no Inhotim, a oficina tem como objetivo a exploração de uma linguagem que remonta as origens da comunicação gráfica, além de levantar possibilidades de diálogos com os acervos do Instituto a respeito das questões de autenticidade e reprodutibilidade das obras de arte, aproximando o público do entendimento de uma linguagem que foi precursora para as mídias que hoje fazem parte do nosso cotidiano.
    Quando: 03 e 06 de janeiro (quarta-feira e sábado)
    Horário: 14h às 16h Local: Centro de Educação e Cultura Burle Marx
    Público: adultos e crianças acima de 10 anos
    Observação: limite de 20 vagas, inscrições no local por ordem de chegada

    – Oficina de Furoshiki
    O Furoshiki é uma tradicional forma japonesa de embrulhar presentes, transportar objetos como garrafas, caixas e outros objetos. Utilizando de um pedaço de tecido de forma quadrangular e algumas técnicas de dobradura e amarração do lenço, é possível criar inclusive bolsas para serem usadas no dia a dia. Além de criativo e versátil o Furoshiki ainda contribui para a redução do uso de bolsas plásticas. Adultos e crianças são convidados a participar desta divertida atividade!
    Quando: 10 e 13 de janeiro (quarta-feira e sábado)
    Horário: 14h às 16h Local: Centro de Educação e Cultura Burle Marx
    Público: adultos e crianças acima de 10 anos Observação: limite de 10 vagas, inscrições no local por ordem de chegada

    – Oficina de Colagem
    A colagem é um procedimento técnico, que constitui em se utilizar de vários materiais, umas sobre as outras ou lado a lado, formando uma nova imagem ou composição. Tem surgimento datado da história antiga, entretanto teve seu valor artístico reconhecido a partir do século XX, com sua utilização no Cubismo (grandes nomes como Pablo Picasso e Georges Braque, entre outros, foram pioneiros na utilização desta técnica). Através de processos de colagens e técnicas mistas, o participante é sensibilizado a repensar de maneira artística e sustentável a utilização de diversos materiais e suportes, como madeira, pedaços de jornal e objetos. A colagem é uma técnica que põe em questão os limites entre pintura e escultura, o que é hoje a grande questão da arte contemporânea.
    Quando: 17 e 20 de janeiro (quarta-feira e sábado)
    Horário: 14h às 16h Local: Centro de Educação e Cultura Burle Marx
    Público: adultos e crianças acima de 10 anos
    Observação: limite de 25 vagas, inscrições no local por ordem de chegada

    – Oficina de Flipbook
    A criação da fotografia e do cinema foram extremamente revolucionarias, principalmente nas artes e nas ciências. O Flipbook ou Folioscópio é uma tradicional técnica cinematográfica experimental que trata de dar a sensação de movimento a imagens por meio de rápida alternação das mesmas. Através da oficina de Flipbook o visitante é convidado a experimentar e conhecer os princípios e técnicas do cinema de animação. Quando: 24 e 27 de Janeiro (quarta-feira e sábado) Horário: 14h às 16h Local: Centro de Educação e Cultura Burle Marx Público: adultos e crianças acima de 10 anos Observação: limite de 10 vagas, inscrições no local por ordem de chegada

    - Jogo: Memorizando a Biodiversidade
    No Jogo “Memorizando a Biodiversidade” a fauna e a flora do Inhotim são os personagens principais. Crianças e adultos serão convidados a conversar sobre espécies botânicas que são destaques no paisagismo dos jardins do Inhotim, além de exemplares da Mata Atlântica e Cerrado, pertencentes à RPPN Inhotim. A fauna silvestre e doméstica também será ponto de partida para as discussões.
    Horário: 10h às 16h (de terça à sexta-feira) e 10h às 17h (aos sábados, domingos e feriados)
     Local: Estação Educativa para Visitantes (Centro de Educação e Cultura Burle Marx)

     - Visita Temática: Diversidade e Representatividade na Arte Contemporânea
    A história das produções artísticas é marcada até certo ponto, por uma homogeneidade no que se refere aos sujeitos que as produziram, e as linguagens que utilizaram. Por séculos a arte europeia foi muito influente sobre a civilização ocidental, com as suas pinturas em quadros ou em monumentos, produzidas principalmente por homens. A partir do século XX os Estados Unidos ascendem como potência mundial, tornando-se também uma grande referência para as produções artísticas, mas com pouca alteração no que se refere a um cenário ainda dominado por artistas homens brancos. Essa bipolarização de influências que desconsiderou artistas de outros países, suas etnias e gênero, passa por um processo de dissolução, uma vez que o movimento contemporâneo tem uma capacidade muito maior de descentralizar e incluir, além  da diversificação das técnicas de produção. A temática “Diversidade e Representatividade na Arte Contemporânea” propõe ao visitante uma reflexão sobre a importância do acervo permanente do Inhotim, que é composto por 50% de artistas latino-americanos e além de possuir 30% de artistas mulheres. Apesar dos percentuais serem interessantes, falta representatividade?
    Quando: 01 de janeiro a 28 de fevereiro (quartas, sábados, domingos e feriados)
    Horário: 10h30 às 12h Local:  saída da Recepção
    Público:  livre Observação:  limite de 25 vagas

    – Visita Panorâmica
    Conversa e reflexão sobre o espaço do Inhotim e seus acervos, explorando as várias possibilidades de percurso. Quando: de terça a domingo e feriados .
    Horário: 11h e 14h
    Local: saída da Recepção
    Público: livre Observação: limite de 25 vagas

    Te esperamo aqui! 

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    Página 6 de 51« Primeira...45678...203040...Última »