• EN
  • 28 de janeiro de 2015

    Redação Inhotim


    artevisita

    Leitura: 8 min

    Cinco obras para curtir com crianças

    Cinco obras para curtir com crianças

    Arte contemporânea é uma ótima pedida para crianças. Surpreendente, criativa e muitas vezes interativa, propõe experiências divertidas e curiosas. Então, que tal fazer uma visita ao Inhotim com a família? Confira cinco obras imperdíveis para curtir toda a diversão do Instituto com os pequenos:

    Através, 1983-1989
    Cildo Meireles

    Através

    “Através”, 1983-1989, Cildo Meireles. Foto: Daniela Paoliello

    Comece sua visita dando uma geral no mapa do parque. Atualmente o Inhotim possui 140 hectares e um dia é pouco para conhecer tudo. Assim, aproveite ao máximo seu tempo! Na recepção há banheiros, bebedouros e as lojas institucionais do Inhotim para você levar uma lembrança ou adquirir algo que esqueceu para o passeio. Leia aqui tudo o que você precisa carregar na mochila para estar preparado. Siga pela alameda central. No final dela está o Tamboril, árvore que é um dos símbolos do Instituto (aproveite para tirar uma foto com as crianças!). Continue pela esquerda, atravesse uma ponte e você encontrará a Galeria Cildo Meireles. Ela é uma das mais antigas do Instituto. A obra “Através” sempre surpreende as crianças. Cacos de vidro, grades, cortinas e outros materiais do cotidiano formam um labirinto e fazem refletir sobre as barreiras do dia a dia e a maneira como as pessoas se relacionam com elas.

    Continente/Nuvem, 2008
    Rivane Neuenschwander

    "Continente/Nuvem", 2008, Rivane Neuenschwander.

    “Continente/Nuvem”, 2008, Rivane Neuenschwander. Foto: Rossana Magri

    Saia da galeria pela porta oposta a que você entrou. Siga em frente e, à sua direita, logo vai estar uma casinha branca. Contorne-a para descobrir a entrada. À primeira vista vazia, a construção (que data de 1874 e é a mais antiga edificação remanescente da propriedade rural que deu origem ao Inhotim) abriga no teto uma instalação da artista Rivane Neuenschwander. Uma das referências usadas por ela para desenvolver o trabalho foi sua própria infância, quando observava o céu e as nuvens em busca de figuras. Experimente deitar-se no chão ou nos degraus da escada com os pequenos para descobrir as imagens que vão sendo formadas!

    Galeria Cosmococa
    Hélio Oiticica e Neville D’Almeida

    Uma das salas da Galeria Cosmococa. Foto: Ricardo Mallaco

    Uma das salas da Galeria Cosmococa. Foto: Ricardo Mallaco

    Continue o passeio subindo em direção à Galeria Adriana Varejão. No caminho, você vai encontrar banheiros e uma lanchonete. Aproveite para recarregar as baterias! Siga pela direita em direção à Cosmococa. Passe pelo Jardim das Veredas Tropicais, com incríveis bancos do designer Hugo França, e pela obra Troca-Troca (2002), do artista Jarbas Lopes, composta por três fusquinhas coloridos. Um pouco mais a frente está o prédio que abriga as cinco salas sensoriais de Hélio Oiticica e Neville D’Almeida. Espumas geométricas, balões coloridos, redes, colchões e, para deixar tudo ainda mais divertido, uma piscina! Não deixe de dar um mergulho e fique tranquilo na hora de sair: o Instituto disponibiliza toalhas para quem se aventurar a entrar.

    Piscina, 2009
    Jorge Macchi

    "Piscina", 2009, Jorge Macchi. Foto: Pedro Motta

    “Piscina”, 2009, Jorge Macchi. Foto: Pedro Motta

    Depois dessa incrível experiência, mostre para as crianças a variedade de espécies botânicas ao redor, especialmente de palmeiras e aráceas, famílias de plantas que o Instituto coleciona. Continue subindo em direção à obra Beam Drop Inhotim (2008), do artista Chris Burden. Ao chegar ao topo, você vai encontrar, do lado direito, as vigas que o artista lançou ao chão de uma distancia de 45 metros, em uma ação performática que durou 12 horas (confira o vídeo aqui). Seguindo o caminho, está a Piscina (2009), do argentino Jorge Macchi. O trabalho foi realizado a partir de uma aquarela surrealista do artista, que propunha uma caderneta de endereço em que o índice era a escada para uma piscina. O Inhotim convidou Macchi a reproduzir o trabalho em três dimensões, resultando em uma construção que pode ser usada pelos visitantes. Na mata ao lado dela, há um vestiário com toalhas gratuitas e banheiro, por isso, “se jogue” com a turma!

    A Origem da Obra de Arte, 2002
    Marilá Dardot

    "A Origem da Obra de Arte", 2002, Marilá Dardot. Foto: Daniela Paoliello

    “A Origem da Obra de Arte”, 2002, Marilá Dardot. Foto: Daniela Paoliello

    Revigorado do calor, caminhe em direção às montanhas até um galpão de jardinagem. Lá e em todo seu entorno estão vasos em formas de letras que fazem parte A Origem da Obra de Arte (2002), de Marilá Dardot. O trabalho convida o público a plantar sementes nesses recipientes e transformá-los em palavras espalhadas pelo campo. Nomes, sentimentos, promessas e desejos sempre compõem a paisagem. Ajude as crianças a deixarem seu recado também e não se esqueça de fazer uma foto. Se for compartilhá-la na internet, use #inhotim, assim o seu registro irá aparecer para quem pesquisar imagens do parque. Siga desvendando as galerias do parque ou, se a fome apertar, faça uma parada em um dos restaurantes do Inhotim, com menus variados.

    Gostou da nossa sugestão de roteiro com as crianças? Deixe abaixo um comentário!

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    16 de janeiro de 2015

    Redação Inhotim


    visita

    Leitura: 3 min

    Mudanças na visitação

    Mudanças na visitação

    A partir de 3 de fevereiro, o Instituto Inhotim passa a oferecer entrada gratuita aos visitantes às quartas em substituição às terças-feiras, como era praticado desde 2012. A mudança tem como objetivo facilitar a manutenção, realizada sempre às segundas-feiras, quando o parque fica fechado ao público. “A ampliação da área do Instituto e o crescente número de visitantes exigiu que repensássemos essa logística. O dia de entrada gratuita é sempre de bastante movimento e, realizado no dia seguinte à manutenção, dificulta a finalização de determinados serviços. A troca será muito importante para continuar garantindo a qualidade da nossa operação”, afirma o diretor executivo da instituição, Antonio Grassi.

    No mesmo mês, o preço do ingresso também sofre modificação. Às terças e quintas-feiras, as entradas passam para R$ 25 (R$ 12,50 meia-entrada). Já às sextas, sábados, domingos e feriados, o custo é de R$ 40 (R$ 20 meia-entrada). O ajuste, aprovado pelo Ministério da Cultura, visa corrigir a defasagem no valor do bilhete, levando em consideração a inflação acumulada e a expansão do parque ao longo dos anos.

    Aberto à visitação em 2006 com 45 hectares e cinco galerias, atualmente o Inhotim possui uma área de 140 ha e um acervo de mais de 800 obras. Esse rápido crescimento fez com que a sustentabilidade econômica se tornasse um grande desafio para a instituição. O valor arrecadado com a bilheteria é uma das fontes de receita do Instituto, assim como a venda de serviços; a realização de eventos; os patrocínios via leis de incentivo à cultura; e as doações de pessoas físicas e jurídicas.

    Alterações a partir de 03 de fevereiro:
    Entrada gratuita: quarta-feira
    Ingresso: Terças e quintas-feiras, R$ 25 (R$ 12,50 meia-entrada). Sextas, sábados, domingos e feriados, R$ 40 (R$ 20 meia-entrada).

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    15 de janeiro de 2015

    Redação Inhotim


    músicaparceriaprogramação cultural

    Leitura: 4 min

    Inhotim recebe edição especial do MECAFestival

    Inhotim recebe edição especial do MECAFestival

    Na sexta-feira, 23 de janeiro, o Inhotim recebe o MECASpecial, uma edição superespecial do MECAFestival pensada para acontecer no parque! Em comemoração ao quinto aniversário do festival, que acontece ainda este mês em Maquiné (RS), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP), duas das atrações internacionais da edição 2015 se apresentam pela primeira vez no Inhotim: o duo londrino AlunaGeorge e a banda Citizens!, também da capital britânica. Os shows serão realizados nos jardins do Instituto, próximo ao Magic Square, a partir das 14h e fazem parte da programação gratuita para visitantes. A dica é comprar seu ingresso para o parque com antecedência clicando aqui.

     AlunaGeorge
    Influenciada por nomes como Flying Lotus, Mariah Carey, James Taylor, CocoRosie, Van Morisson, Destiny´s Child e muitos outros, AlunaGeorge é um duo de Londres formado em 2009 pela cantora e compositora Aluna Francis ao lado do produtor e instrumentista George Reid. A dupla chega ao Brasil para mostrar as faixas do primeiro disco, intitulado “Body Music”, lançado em 2013. O trabalho reúne as principais referências musicais da dupla e mescla R&B, eletrônico, hip hop experimental e house, orquestrados pela voz suave da cantora.

    AlunaGeorge

    O duo de Londres AlunaGeorge. Foto: divulgação/MECA

    Citizens!
    Citizens! é o quinteto londrino formado por Martyn, Thom, Mike, Lawrence e Tom . Em 2012, a banda foi eleita pela revista NME como uma das apostas do ano. Ainda em 2012, a banda lançou os singles “True Romance” e “Repitle” antecipando o disco de estreia que seria lançado pouco tempo depois, o “Here We Are”, do selo francês Kitsuné. O álbum foi produzido por Alex Kapranos, vocalista do Franz Ferdinand. Em 2013, a banda veio para o Brasil e fez uma apresentação memorável no MECAFestival, colhendo os frutos do bem-sucedido álbum de estreia e deixou o público com vontade de quero mais.

    Citizens: o grupo retorna ao Brasil com os sucessos do disco "Here We Are", produzido pelo vocalista do Franz Ferdinand. Foto: divulgação/MECA

    Citizens: o grupo retorna ao Brasil com os sucessos do disco “Here We Are”, produzido pelo vocalista do Franz Ferdinand. Foto: divulgação/MECA

     Sobre o MECAFestival
    Há quatro edições, o MECAFestival vem se consagrando como uma das experiências musicais mais incríveis e memoráveis que acontecem no Brasil. O MECA foi criado para ser um festival de médio porte (5 a 6 mil pessoas), com edições em três cidades diferentes durante o verão, sempre numa locação mais cinematográfica que a outra. Nomes como Vampire Weekend, Friendly Fires, The Rapture e Two Door Cinema Club, entre outros, já passaram pelo festival e garantiram que o MECA fosse considerado “um dos festivais de música mais cool da América Latina”.

    Serviço:
    MECASpecial – Edição especial do MECAFestival no Inhotim
    Local do show: próximo ao Magic Square
    Hora: 14h
    Entrada: R$ 30 (R$15 meia-entrada). O evento faz parte da programação gratuita do Inhotim para os visitantes.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    07 de janeiro de 2015

    Marina Drummond


    arteprogramação culturalvisita

    Leitura: 3 min

    Mundo novo: Inhotim no centro de BH

    Mundo novo: Inhotim no centro de BH

    Carros, buzinas, fumaça, calor e gente, muita gente. De repente me vi andando em um ritmo que não era meu. O ritmo de uma cidade que pulsa e não para. Quando percebi a ansiedade do mundo que estava à minha volta, entrei em uma lanchonete e comprei uma água. Ao abrir a garrafa, uma dúvida surgia: “Será que o Centro de Arte ainda está longe?” Não, não estava. A poucos passos dali me deparei com a placa “Do Objeto para o Mundo”. “É aqui”, pensei. Bati na porta algumas vezes e a cada toque a minha curiosidade aumentava. Afinal, não é todo dia que você pode ver uma obra de arte antes de todo mundo. Pode até parecer bobagem, mas me senti descobrindo algo inédito. A porta se abriu e alguns homens trabalhavam na montagem da obra. As luzes estavam acessas com escadas e fios pelos cantos. Pedi ao pessoal que parasse o trabalho por alguns minutos para que eu pudesse ver a obra da forma que ela foi pensada: com as luzes apagadas, deitada em um colchão, olhando para cima, assistindo a uma projeção em uma tela de cinema instalada no teto. Nesse momento, pensei: será que nunca assisti a um filme assim? Um cinema no teto? Não, nunca. O filme já estava rodando deste o momento que eu havia entrado na sala, mas só quando o ambiente foi montado é que pude contemplar um maravilhoso mundo de cores, sentidos e formas, amarrados a uma música hipnótica que não me deixava mover. Era como se eu estivesse dentro de um novo mundo. E com certeza muito, mas muito distante do centro da cidade.
    A obra Homo sapiens sapiens, 2005, da artista Pipilotti Rist fica em cartaz no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia, em Belo Horizonte, até 8 de março. A obra faz parte da exposição “Do Objeto para o Mundo – Coleção Inhotim“.

    Obra "Homo sapiens sapiens" (2005), da artista Pipilotti Rist. Foto: Daniela Paoliello

    Obra “Homo sapiens sapiens” (2005), da artista Pipilotti Rist. Foto: Daniela Paoliello

    Aqui, contei um pouquinho da minha experiência com a obra. E você, já viveu algo parecido? Deixe seu comentário abaixo.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    23 de dezembro de 2014

    Redação Inhotim


    loja inhotimnatal

    Leitura: 6 min

    Comprinhas de Natal

    Comprinhas de Natal

    Cansado de dar sempre os mesmos presentes de Natal, mas sem ideia para fugir do combo perfume + sabonete? Elaboramos uma lista com opções originais das lojas do Inhotim que deixam as tradicionais meias de lado e, de quebra, ainda levam um pouco do charme do Instituto para quem você quer presentear! Confira:

    Caramelos

    Caramelos

    Os sabores desses caramelos, desenvolvidos exclusivamente para o Inhotim, são tão surpreendentes quanto os jardins do parque. Com uma embalagem que lembra lanche da tarde no interior, eles são vendidos em cinco versões: clássico, cachaça, rapadura e amendoim, flor de laranjeira e mel silvestre (R$ 28 cada). Difícil escolher? Opte pelo conjunto com dois sabores (R$ 64).

    Agenda personalizada

    Carimbos + cadernos

    Arrumar o armário, fazer lista de metas, comprar agenda, pular sete ondinhas são rituais intrínsecos ao fim do ano! Que tal renovar a tradição e presentear os amigos com uma agenda (R$ 20) que pode ter a cara de cada um? Além de práticas e bonitas, você pode personalizá-las com os carimbos do Inhotim (R$ 159 kit com alfabeto; R$ 55 kit com desenhos). Se quiser apenas usá-los para incrementar o presente, eles estão disponíveis para uso gratuito na loja da Savassi, em Belo Horizonte. Vale escrever o nome, desejar Feliz Natal, fazer uma estampa… Tudo para deixar o presente do jeitinho que você quiser.

    Guarda-chuva

    Guiarda-chuva

    Vivemos em um país tropical (“e bonito por natureza”), o que significa verões úmidos e invernos secos. Por isso, nesta época do ano, não existe nada mais útil que um guarda-chuva (R$ 90)! O modelo, além de sustentável, é lindo, o que dificulta esquecê-lo pelos bancos e táxis. Com estrutura em madeira reflorestada, é super-resistente, fácil de abrir e protege duas pessoas dos pingos, tranquilamente. Sem contar que ainda transforma os céus cinzentos em Inhotim.

    Prato de cerâmica

    Prato decorativo

    Existem algumas pessoas que são praticamente impossíveis de presentear, seja sua sogra meio chata ou aquela tia que já deu a volta ao mundo e tem de tudo em casa. Para elas, vale um presente unânime: o prato (R$ 260) da coleção outono da Cerâmica Oti dá charme a qualquer casa. Produzida artesanalmente no Inhotim, a peça traz estampa em folha de ouro. Puro luxo!

    Marcador de livro + caderno de notas

    Agendas

    Em alta nas confraternizações das firmas, o amigo oculto de roubar tem um único desafio: escolher um presente que agrade igualmente a homens e mulheres. O kit de marcador de livro + caderno de notas (R$ 28,50) pode ser considerado o brigadeiro dos presentes. Valor em conta, estampa exclusiva e utilidade garantida. Só falta fazer cafezinho.

    Kit escritório

    Kit Escritorio

    Ainda na linha office, o kit para escritório da linha primavera da Cerâmica Oti é uma ótima opção de presente para o chefe ou aquele amigo que acabou de abrir um negócio. Bem diferente do organizador de mesa tradicional – geralmente preto e pesado – tem peças cheias de estilo e garantem um ar moderninho. O conjunto de porta-lápis e porta-clipes (R$ 72) forma um lindo par com a moringa (R$ 40). Aliás, nada mais cool que ter uma moringa sobre a mesa.

    Chaveiro

    chaveiros

    Se a intenção é dar só uma lembrancinha, algo que não pese no bolso, mas agregue na amizade, os chaveiros do Inhotim (R$ 19,90) são a melhor escolha. Feitos de metal, resistem a quedas e a bolsas femininas. Produzidos em três modelos – Orquídea, Costela de Adão e Pássaro, os chaveiros têm design exclusivo e levam um pouco do Inhotim para todos os lugares.

    Pronto! Agora é só passar na loja na Savassi ou aproveitar a oportunidade para passear pelo parque e, de quebra, fazer as compras de Natal.

    Inhotim Box

    Rua Antônio de Albuquerque, 909, Savassi – Belo Horizonte/MG

    Funcionamento: de 9h às 19h, de segunda a sexta-feira. Sábado, de 9h às 14h

    Tel.: (31) 3227-1130

    Formas de pagamento: dinheiro, cheque e todos os cartões de crédito e débito

    Lojas Inhotim – Botânica e Design

    Rua B, 20, Vila Inhotim – Brumadinho/MG

    Funcionamento: de 9h30 às 16h30, de terça a sexta-feira. Sábado, domingo e feriado, de 9h30 às 18h30

    Tel.: (31) 3571-9848

    Formas de pagamento: dinheiro, cheque e todos os cartões de crédito e débito

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    Página 27 de 48« Primeira...1020...2526272829...40...Última »