• EN
  • 05 de agosto de 2016

    Redação Inhotim


    Leitura: 5 min

    Programação 10 anos: benefícios dos Amigos do Inhotim

    Queremos muito ter nossos Amigos por perto durante a programação comemorativa dos 10 anos do Inhotim. Para isso, criamos condições especiais para que vocês participem das atividades. É importante que os Amigos estejam ativos nas datas dos eventos para poderem usufruir dos benefícios.

    Conheça os detalhes abaixo:

    3/09, sábado
    Noite Aberta com Fernanda Takai
    • Amigos das categorias Benfeitor, Benfeitor Master e Patrono receberão um par de ingressos para participar da Noite Aberta. Para isso, devem confirmar o interesse até a próxima sexta-feira, 12/08, pelo e-mail amigos@inhotim.org.br. Os ingressos serão retirados no dia do evento, no estande dos Amigos.
    • 15 pares de ingressos serão sorteados para os Amigos das categorias Jovem, Individual, Idoso e Família. Os interessados devem enviar nome completo e número do cartão de Amigo para o e-mail amigos@inhotim.org.br até a próxima terça-feira, 9/08. O sorteio e a comunicação aos ganhadores serão realizados na quarta-feira, 10/08.

    8/09, quinta-feira
    Inauguração 2016 e Homenagem a Tunga
    • Os Amigos de todas as categorias têm direito a uma cortesia extra para trazer um convidado para o evento de abertura da nova exposição temporária do Inhotim e para as atividades especiais em homenagem ao artista Tunga, que incluem uma performance noturna na Galeria True Rouge. A cortesia extra será entregue no próprio dia no estande dos Amigos na recepção do Parque.
    • O desconto dos Amigos do Inhotim também será válido para o jantar especial com Menu Vermelho, em referência à obra de Tunga, servido no restaurante Tamboril na noite do dia 8/09.

    9/09, sexta-feira
    Homenagem a Tunga
    • Neste dia em que serão realizadas performances e outros atividades em homenagem ao artista Tunga, na Galeria Psicoativa, os Amigos do Inhotim de todas as categorias têm direito a uma cortesia extra para levar um convidado para participar das atividades. A cortesia será retirada na própria data, no estande dos Amigos do Inhotim na recepção do Parque.

    10/09, sábado, 15h30
    Show Marisa Monte
    • Amigos das categorias Benfeitor, Benfeitor Master e Patrono receberão um par de ingressos para o show da Marisa Monte. Para isso, devem confirmar o interesse até a próxima sexta-feira, 12/08, pelo e-mail amigos@inhotim.org.br. Os ingressos serão retirados no dia do show, no estande dos Amigos.
    • 20 pares de ingressos serão sorteados para os Amigos das categorias Jovem, Individual, Idoso e Família. Os interessados devem enviar nome completo e número do cartão de Amigo para o e-mail amigos@inhotim.org.br até a próxima terça-feira, 9/08. O sorteio e a comunicação aos ganhadores serão realizados na quarta-feira, 10/08.

    11/09, domingo, 11h
    Concerto Orquestra Filarmônica de Minas Gerais
    • Amigos do Inhotim de todas as categorias têm direito a uma cortesia extra para levar um convidado para o Concerto da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Os ingressos serão retirados no dia do concerto, no estande dos Amigos na recepção do Parque.

    Dias 3, 6, 7, 8 e 10
    Visita especial Inhotim 10 Anos
    • Serão reservadas vagas para Amigos do Inhotim nas visitas mediadas especiais de 10 anos do Inhotim, que aborda aspectos da história do Instituto e a formação dos acervos de arte e botânica. Os interessados devem enviar um e-mail para amigos@inhotim.org.br informando a data de interesse. Cada Amigo pode levar um convidado para a visita.

    Se tiver dúvidas, entre em contato com a gente pelo telefone 31-3571-9737 ou pelo e-mail amigos@inhotim.org.br.

    Será um prazer receber você!

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    27 de julho de 2016

    Redação Inhotim


    Leitura: 16 min

    Seminário Internacional de Educação

    Compre seu ingresso aqui.

    O 3º Seminário Internacional de Educação Inhotim – Experiências em Trânsito pretende criar um ambiente inspirador para discutir formas de ressignificação de espaços, identidades e relações.

    Conheça a programação e os palestrantes de cada dia:

    PROGRAMAÇÃO

    01/09

    10h às 10h30 – Credenciamento.
    10h30 às 12h30 – Conversa inaugural EDUCAÇÃO HUMANIZADORA: MÚLTIPLAS PERSPECTIVAS, com o Professor José Pacheco (Portugal).
    12h30 às 14h – Almoço.
    14h às 16h30 – PRÁTICAS EM DIÁLOGO: FORMAÇÃO E APRENDIZAGENS.
    Natacha Costa (Brasil)
    Genebaldo Freire Dias (Brasil)
    Colaboração de professores que participaram do projeto educativo do Inhotim, Descentralizando o Acesso.
    Mediação: Júlia Torres

    Conheça os palestrantes do dia:

    JosePacheco_pqProfessor José Pacheco – Portugal
    Educador, pedágogo, especialista em Leitura e Escrita, mestre em Ciência da Educação pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto. Idealizador da Escola da Ponte, em Portugal, instituição que se notabilizou pelo projeto educativo baseado na autonomia dos estudantes. É autor de inúmeros livros e artigos sobre educação e um grande dinamizador da gestão democrática. Em 2007, adotou o Brasil como “Mátria” e, desde então, vem rodando o país, mobilizando professores, educadores, estudantes, crianças, jovens e entusiastas da educação que acreditam em uma transformação democrática por meio da educação, da integração comunitária e das artes.

    NatachaCosta_mqNatacha Costa – Brasil
    Diretora da Associação Cidade Escola Aprendiz desde 2006. Criou e é responsável pelo desenvolvimento estratégico do Centro de Referencias em Educação Integral. Atuou como Júri do prêmio WISE de Inovação em Educação nos anos 2012 e 2013. Atualmente é membro da Comissão Editorial de Educação Integral em Tempo Integral pela Fundaj/MEC e coordenadora da Rede de Inovação e Criatividade na Educação Básica. Além disso, em 2016 foi selecionada para participar do Programa Líderes Transformadores da Educação promovido pela Fundación SM e que reúne educadores da América Latina e Espanha.

    GenebaldoDias_pqGenebaldo Freire Dias – Brasil
    Prof. Genebaldo Freire Dias é bacharel, mestre e doutor em Ecologia pela Universidade de Brasília (UnB). Professor, pesquisador e diretor de cursos de Mestrado em Planejamento e Gestão Ambiental da Universidade Católica de Brasília (1985-2013); analista ambiental do IBAMA (1989-2014) onde foi diretor do Parque Nacional de Brasília, chefe do Departamento de Educação Ambiental e coordenador do Núcleo de Educação Ambiental do Prevfogo. Nos seus 40 anos de atividade acadêmica e ativismo ambiental, publicou 19 livros sobre a temática. Atua como consultor sênior independente.

    Dia 02/09

    10h às 12h30 – JUVENTUDES EM REDE: UM MUNDO ALÉM DAS FRONTEIRAS
    Mona Jas (Alemanha)
    Jefferson Sooma  (Brasil)
    Yara Castanheira ( Brasil)
    Mediação: Lília Dantas
    12h30 às 14h – Almoço
    14h às 14h30 – Apresentação da Orquestra Jovem Inhotim
    14h30 às 16h30 – ESPAÇO URBANO E COLETIVIDADES
    Louise Ganz (Brasil)
    Pablo Ares (Argentina)
    Mediação: Fabrício Santos

    Conheça os palestrantes do dia:

    MonaJas_pqMona Jas – Alemanha
    Mona Jas, natural de Rheden, Holanda, é artista visual e pesquisadora, atuante nas áreas de Artes e Arte e Educação. É professora honorária na Escola de Belas Artes Weißensee Kunsthochschule, em Berlim. Em parceria com o KW Institute for Contemporary Art, instituição que organiza a Bienal de Berlim, criou em 2014 o projeto LAB for Art Education, no qual desenvolve atividades com jovens refugiados. Suas áreas de interesse envolvem arte e educação em escolas e galerias, com foco em arte contemporânea, cultura visual, inclusão social e processos de aprendizagem estética.

    JeffersonSooma_pqJefferson Sooma – Brasil
    Jefferson Sooma cresceu em uma favela de Santo André, São Paulo. De 2001 a 2004, foi coordenador de políticas públicas de juventude na Prefeitura de Santo André. Foi diretor de projetos da ONG Internacional Global Youth Action Network na América Latina e Caribe e na Aracati – Agência de Mobilização Social. Atuou como consultor técnico de organismos internacionais como OEI, PNUD e UNESCO. É co-criador da rede social de aprendizagem Circuitos de Aprendizagem junto ao MEC e à Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É formado em Ciências Sociais pela Fundação Santo André, pós-graduado em Docência do Ensino Superior, mestrando da UnB em Arte e Tecnologia. Vive e apoia a formação de ecovilas no Brasil.  

    20160725_ Yara_ William Gomes-1005_pqYara Castanheira – Brasil
    Mestre em Mídias, Comunicação e Estudos Culturais com ênfase em Educação pela Universidade de Kassel, Alemanha, e pelo Instituto de Educação da Universidade de Londres, Inglaterra, atualmente Yara Castanheira exerce o cargo de Gerente de Educação do Inhotim. Com bacharelado em Comunicação Social e formação complementar em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tem experiência em gestão e execução de projetos socioeducativos e culturais em instituições do Brasil e da Europa. Por meio de sua formação em Design Thinking na HPI School of Design Thinking, Alemanha, e Treinamento Intercultural na Universidade Humboldt de Berlim, atua em gestão e formação de equipes.

    louise_pqLouise Ganz – Brasil
    Louise Ganz é artista e arquiteta, formada pela Escola Guignard e pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Fez mestrado na EBA/UFMG e doutorado na EBA/UFRJ, em Linguagens Visuais. É pesquisadora de pós-doutorado na Escola de Arquitetura da UFMG, foi professora na Escola Guignard e no curso de Arquitetura da Unileste. Atua principalmente na interface entre arte contemporânea, urbanismo e paisagem, focando em questões relativas à natureza, à geopolítica e à produção de narrativas e ficções visuais. Realizou exposições em diversas instituições de arte no Brasil e possui textos publicados em revistas e livros. É co-fundadora do grupo Thislandyourland. Vive em Belo Horizonte.

    PabloAres_pqPablo Ares – Argentina
    Artista, trabalha com mídias gráficas há mais de 25 anos. Nos anos 1980 e 1990, criou quadrinhos para reconhecidas revistas argentinas. Cursou Cinema de Animação e participou de festivais internacionais de curta-metragens. Entre 1997 e 2005, fez parte do Grupo de Arte Callejero, com o qual realizou intervenções urbanas e gráficas em parceria com organizações de Direitos Humanos, ganhou o concurso “Parque de la Memoria” e participou da Bienal de Veneza em 2003. Desenha cartografias desde 2000 e, em 2006, junto com Julia Risler, criou “Iconoclasistas”, iniciativa dedicada ao desenho de dispositivos gráficos e visuais para a realização de oficinas de criação e investigação coletiva. Ganhou o grande prêmio da Bienal Iberoamericana de Desenho em 2012.

    Dia 03/09

    10h à 12h30 – ESTÉTICAS E DISCURSOS DO COTIDIANO
    Sepake Angiama (Alemanha)
    Paulo Nazareth (Brasil)
    Mediação: Marta Mestre
    12h30 às 14h – Almoço
    14h às 16h30 – NATUREZA E A ARTE DA COLABORAÇÃO
    Lala Deheinzelin (Brasil)
    Petra Gruber (EUA)
    Mediação: Raquel Novais

    Conheça os palestrantes do dia:

    SepakeAngiama_Creditos_GinaFolly_pq

    Crédito da foto: Gina Folly

    Sepake Angiama – Alemanha
    Sepake Angiama é educadora e curadora atuante na área das práticas educativas críticas e discursivas em diálogo com contextos sociais específicos. Atualmente, é coordenadora do Educativo da documenta 14 de Kassel. Mestre em Curadoria de Arte Contemporânea pelo Royal College of Art de Londres, Sepake atuou como Diretora de Educação da Manifesta 10, em São Petersburgo, Rússia. Foi também curadora de Programas Públicos na Turner Contemporary, Inglaterra. Seus projetos educativos e curatoriais incluem filmes comissionados ao artista britânico John Smith, dentre os quais um intitulado “What can you achieve by getting to know your neighbour?” (O que você pode alcançar ao conhecer o seu vizinho?, 2010).

    PauloNazareth_pqPaulo Nazareth – Brasil
    Artista performático, licenciado em Desenho e Plástica e bacharel em Desenho e Gravura pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), onde também estudou Linguística entre 2006 e 2010. Mora em Santa Luzia, Belo Horizonte, e trabalha em uma barraca de feira onde vende produtos diversos. Recebeu o Prêmio Masp de Artes Visuais 2012, na categoria Talento Emergente. Participa de diversos programas de residência na Argentina, Indonésia e Índia e integra exposições no Brasil, no Uruguai, na França, na Noruega, na Alemanha e nos Estados Unidos. Em Palmital (Santa Luzia), reinaugurou sua barraca na feira da cidade, chamando-a de Paulo Nazareth Arte Contemporânea Ltda.

    LalaDeheinzelin_pqLala Deheinzelin – Brasil
    Futurista, pioneira em Economia Criativa e Colaborativa, trabalhou e palestrou em diversos países. Foi indicada como uma das principais futuristas no mundo, destacando-se entre três na América Latina e Central. Considerada uma das 100 mulheres no mundo que estão co-criando a nova sociedade e economia, é criadora do movimento Crie Futuros e autora do livro Desejável Mundo Novo.  

    PetraGruber_pqPetra Gruber – EUA
    Com grande interesse em Design inter e transdisciplinar, Petra Gruber é doutora em Arquitetura Biomimética pela Universidade Técnica de Viena. Através do Centro de Pesquisa e Inovação em Biomimética (BRIC) da Universidade de Akron, EUA,  atualmente é professora na Escola de Artes Mary Schiller Myers e no Departamento de Biologia. De 2013 a 2015, como professora visitante na Universidade de Adis Abeba, Etiópia, organizou o programa de mestrado em Design de Arquitetura Avançado. Colaborou como pesquisadora no Centro de Biomimética da Universidade de Reading, no Reino Unido. Foi professora de Biomimética nos Sistemas de Energia na Universidade de Ciências Aplicadas de Villach, na Áustria, e conduziu aulas e workshops em universidades ao redor do mundo.

    Como participar

    Os interessados deverão adquirir o ingresso do Inhotim específico para o Seminário, disponível para compra aqui.

    O ingresso tem o valor especial de R$ 25,00 (inteira) e R$ 12,50 (meia) por dia de evento. É possível adquirir a entrada para mais de um dia e o ingresso dá acesso ao Seminário e também ao Parque.

    Dúvidas e informações: educativo@inhotim.org.br  

    Transporte gratuito

    O Inhotim vai oferecer dois ônibus gratuitos por dia para os participantes do Seminário Internacional de Educação Inhotim. Para garantir sua vaga, faça sua inscrição no seminário e, em seguida, envie um e-mail para onibus.seminario@inhotim.org.br contendo seu nome completo, RG, data da participação e o número do voucher emitido pela plataforma Ingresso Rápido. Os primeiros 90 inscritos que enviarem um e-mail com todas as informações receberão a confirmação da reserva de transporte. Favor informar qual é o ponto da sua preferência.

    Horário e locais de saída

    Rota 1:
    Saída: Rua Antônio de Albuquerque, 911, Savassi (em frente ao escritório do Inhotim) – 8h
    Ponto de Parada: Ponto do Via Shopping, Barreiro – 8:40h (estimativa)

    Rota 2:
    Saída: Rua Antônio de Albuquerque, 911, Savassi (em frente ao escritório do Inhotim) – 8h
    Ponto de parada 1: Praça Magnesita, Contagem 8:40 (estimativa)
    Ponto de parada 2: Ponto acima da Avenida JK, Betim 9:10 (estimativa)

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    27 de julho de 2016

    Bruna Nicolielo

    Jornalista e Amiga do Inhotim


    Leitura: 5 min

    O templo de Lygia Pape #Ensaio1nfinit0

    O templo de Lygia Pape #Ensaio1nfinit0

    Assim é (se lhe parece). Por esses caminhos labirínticos da memória, foi justamente o título da peça do italiano Luigi Pirandello que me veio à mente ao ver Tteia 1C pela primeira vez. Para resumir, o autor questiona a existência de uma realidade objetiva, que pode ser interpretada de modo inequívoco, por meio da racionalidade. E isso, para mim, tem tudo a ver com a obra icônica de Lygia Pape — uma das mais arrebatadoras de Inhotim, onde ganhou uma galeria exclusiva.

    Inteiramente vedado e geométrico, o prédio é quase um templo: retira o visitante de um mundo exterior, da luz do dia e dos lindos jardins do parque, e leva para um mundo interior, que convoca à introspecção. Na sala completamente escura, está a Tteia: fios dourados dispostos no sentido vertical e perpendicular, iluminados por focos de luz, que, aqui e ali, ressaltam essas formas no espaço. À primeira vista, eles parecem flutuar, ou dissolver-se. O visitante é induzido a circundar a obra, que, gradual e sutilmente, revela novos feixes de luz. A aproximação traz a descoberta de que os fios estão fixos ao chão em plataformas de madeira. Presume-se, então, que também estejam presos no teto, mas o efeito de “dissolução” persiste. Tento seguir o fluxo das luzes e, ato contínuo, elas desaparecem imediatamente diante dos meus olhos. A mudança de perspectiva e a existência breve de cada um deles cria uma inquietação: Tteia sempre esteve aí, ou sou eu que a vejo, de uma dada forma, de um jeito só meu? Assim é, se lhe parece, retomando a afirmação que abre este texto.

    Os fios da Tteia ocupam e reinventam espaços, criando volume. Assim, ignoram as fronteiras entre o real e o imaginário. Eis o efeito surpreendente da obra. É como se a linguagem geométrica finalmente saísse do papel e ganhasse vida, existisse de forma singular para cada observador que a contempla. Essa conexão entre o espaço e múltiplas subjetividades, aliás tornou-se uma constante no trabalho de Lygia Pape. Várias Ttéias foram produzidas, de 1977 aos anos 2000, como resultado de suas pesquisas sobre a linguagem geométrica. As instalações marcam o amadurecimento da artista, seu avanço gradual, da ruptura com a figuração, nos anos 50, rumo à tridimensionalidade e à total abstração do espaço, bem como sua transição para trabalhos mais monumentais, que flertam com a arquitetura. Em todas as produções do gênero, ela explorou as mesmas questões: a espacialidade, a luz natural e artificial e os materiais simplórios e potencialmente efêmeros, como o fio de cobre e de nylon. Também abriu caminho à participação efetiva do público, seguindo à risca a cartilha do Neoconcretismo, do qual foi uma das fundadoras.

    Uma das mais ativas figuras nessa renovação da arte brasileira, Lygia bebeu nas ideias das vanguardas europeias, interpretando-as ao seu modo. Assim, lançou seu olhar sobre o entorno, marcado por grandes transformações urbanas. Ao transitar de fusquinha pelas ruas do Rio de Janeiro, onde morou praticamente a vida toda, viu a dinâmica da cidade e seu crescimento desordenado, suas pontes e viadutos, a industrialização crescente, a dualidade entre exclusão e inclusão em um lugar que oprime, mas também acolhe e deslumbra. Certa vez, em um depoimento, ela declarou que circular pela urbe se parece com o feitio de uma teia, por uma aranha. Como o animal que produz sua rede de fios para uma dada finalidade, que vai da captura de presas à cópula e ao abrigo, andamos pela cidade criando fluxos próprios. Para Lygia, nesse trânsito elegemos espaços importantes e de afeição, que marcam a experiência humana. Essas reflexões se concretizaram nas Tteias, que, não por acaso, remetem às palavras teia e teteia, que no linguajar do povo, significa algo bonito, gracioso.

    No emaranhado de fios e caminhos invisíveis que foi sua vida, Lygia teceu suas proposições, seu projeto de vida e de arte. E Tteia 1C é o maior emblema de seu modo de ser e sentir e das suas convicções artísticas, tão radicais quanto inovadoras.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    21 de julho de 2016

    Redação Inhotim


    amigos do inhotimcampanhadia do amigo

    Leitura: 4 min

    #coisadeamigo: campanha Dia do Amigo

    Em comemoração ao Dia do Amigo (20 de julho), o Instituto Inhotim realiza a campanha #COISADEAMIGO para agradecer aos atuais apoiadores e divulgar o Programa Amigos do Inhotim com o objetivo de conquistar novas adesões.  Amigos do Inhotim é um programa de apoio individual para manutenção da estrutura e projetos do Instituto e, quem colabora, recebe como agradecimento vários benefícios como cortesias, descontos exclusivos e convites para eventos.

    Excepcionalmente nesta semana, de quinta-feira até domingo, todos os visitantes do Parque poderão viver um pouco da experiência que os Amigos do Inhotim usufruem sempre. Esta é a campanha #COISADEAMIGO.

    Para o coordenador de marketing do Instituto, Fabrício Santos, buscar alternativas para sustentabilidade é um desafio comum às instituições culturais brasileiras. “O apoio de doadores individuais, como é frequente em outros países, é um dos caminhos promissores que temos encontrado no Inhotim”, afirma Santos.

    No sábado, 23 de julho, 25 Amigos do Inhotim já foram convidados para participar de uma visita mediada especial com a curadora do Instituto, Marta Mestre, na Galeria Psicoativa Tunga.


    Leia abaixo outras ações que acontecem no período:

    Presentear é #COISADEAMIGO
    Quem aderir ao programa nesses quatro dias, ganhará um monóculo para explorar novos olhares do Parque. Aqueles que já são Amigos, também serão presenteados com essa lembrança durante a visita.

    monoculo_1

    Carona é #COISADEAMIGO
    Um carrinho vai circular pela área de visitação e dar carona para quatro pessoas. No trajeto, um funcionário do Instituto conversa sobre o Programa. Quem se tornar Amigo, tem direito a transporte interno gratuito durante o dia.

    Desconto é #COISADEAMIGO
    Os Amigos do Inhotim, que já têm descontos na alimentação no Inhotim, poderão estender este benefício para até quatro amigos durante o almoço no Restaurante Tamboril, que terá ainda produtos selecionados com descontos maiores para os integrantes do Programa.

    Compartilhar momentos é #COISADEAMIGO
    Todos os visitantes vão ganhar, junto com o mapa, uma pequena moldura de fotos para eternizar a experiência registrada no Inhotim. A imagem pode ser postada nas redes sociais com a #COISADEAMIGO e ser compartilhada pelo perfil do Inhotim.

    coisadeamigo_2

    Agradecer É #COISADEAMIGO
    Os Amigos do Inhotim receberão uma comunicação especial por e-mail com um agradecimento pelo apoio e o convite para visitarem o Inhotim durante a semana.

    Para aderir ao programa, basta acessar o site inhotim.org.br/apoie e escolher uma das sete categorias (Individual; Jovem até 25 anos; Idoso acima de 60 anos; Família; Benfeitor; Benfeitor Master; Patrono). Dependendo de cada categoria, o Amigo do Inhotim tem desconto em todos os serviços do Instituto e também em pousadas e hotéis parceiros. Além disso, quem adere ao programa recebe conteúdos especiais sobre o Instituto em primeira mão. As doações vão de R$ 140,00 a R$ 10.000,00.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    18 de julho de 2016

    Redação Inhotim


    Leitura: 7 min

    Ganância e poder são tema de trabalho de Christiane Jatahy no Inhotim

    Ganância e poder são tema de trabalho de Christiane Jatahy no Inhotim

    O Espaço Igrejinha, localizado no eixo laranja de visitação do Parque, vai receber nesta quarta-feira “#aflorestaqueanda.doc”, trabalho da diretora brasileira Christiane Jatahy. A montagem foi inspirada em um texto de Shakespeare, “Macbeth”, e chega ao Inhotim em uma versão inédita.  Em entrevista para o Blog do Inhotim, Jatahy falou sobre o que a inspirou a desenvolver o que ela própria define como um “trabalho político”, por ter a ganância e o poder como temas principais de sua narrativa.

    -Como você define “A floresta que anda”?

    Eu definiria que é uma videoinstalação com performance. São quatro documentários com quatro personagens. O ponto em comum entre elas é que todas tiveram acontecimentos que têm a ver com o sistema politico do mundo que influenciaram diretamente na vida delas. São documentários bastante cinematográficos , clássicos, porque é como se a gente tivesse olhando através do olho delas. Essas quatro cenas ficam simultâneas. O visitante vai mudando de lugar pra ver cada uma delas. Paralelo a isso, eu fico com uma câmera sentada do lado de fora e duas coisas acontecem: uma é que a gente tem dois atores que recebem uma série de histórias que eu coletei pelo mundo e eles são gravados ao vivo contando como se as histórias fossem deles. Isso mistura realidade com ficção, porque eles contam histórias de outros, mas estão atuando nessas histórias. Fora isso, eu dou espaço para o próprio público contar histórias que tenham a ver com esse conteúdo. Ele vai ser filmado e projetado ao mesmo tempo nos telões, fazendo uma grande mistura.

    – De que forma Macbeth, o texto de Shakespeare, influenciou o seu trabalho?

    “Macbeth” é o início desse trabalho. Esse texto conta a história de um homem que escuta vozes das bruxas profetizando que ele seria agraciado com um cargo de confiança do rei e, mais tarde, chegaria a receber a coroa. Quando a primeira parte da premonição é cumprida e Macbeth sobe para um alto cargo da hierarquia, ele acredita fielmente nos dizeres das bruxas e pensa em um plano para usurpar o poder completamente. É uma história de ganância e ambição, sobre alguém que deseja manter o poder a qualquer custo. A inspiração é porque eu vejo esse personagem presente em vários lugares. É um sistema em que a ganância é capaz de atropelar a vista das pessoas de uma maneira irremediável.  A minha questão não é apontar essas pessoas, mas é pensar sobre como é esse sistema que precisa ser transformado, porque não é mais possível viver com tamanha desigualdade.

    – De onde surgiu o nome “A Floresta que Anda”?

    É uma ideia que tem a ver com o texto do Macbeth porque, nesta narrativa, depois que ele faz tudo para se manter no poder, ele volta às bruxas para perguntar a elas se ele tem possibilidade de perder o poder. Elas respondem que ele só vai perder quando a floresta andar. Então ele fica tranquilo, porque pensa que isso é algo impossível de acontecer.  Mais tarde, ele é atacado pelo exército e uma das estratégias do grupo era segurar troncos e galhos para se camuflarem na floresta a medida que avançavam. Esse cenário, visto de longe, parecia um bosque em movimento. Uma floresta andando. É uma metáfora que diz que quem vai mudar alguma coisa é o coletivo. Todas as pessoas que estão participando do meu trabalho simbolizam essa floresta.

    – Como foram feitas essas entrevistas que aparecem nas telas?

    Alguns foram pesquisas que a gente fez pra encontrar pessoas dentro do perfil. Temos um jovem da Republica do Congo por exemplo, que a gente encontrou porque fiz um projeto anterior no qual eram feitas essas entrevistas e acabei conhecendo ele. Voltei a ele nesse trabalho porque a historia dele é realmente muito impressionante.  O pai dele era contrário ao governo, que vivia uma ditadura.  Ele era um jovem de 22 anos estudante quando o governo entrou na casa dele, matou o pai, estuprou a mãe e prendeu ele durante dois anos e torturou até ele ser retirado pela cruz vermelha e ser deportado, virando refugiado. Uma pessoa que nem estava diretamente relacionada a questões politicas, mas que o sistema acaba destruindo.  Outra pessoa é a sobrinha do Amarildo, caso ícone do RJ, e foi uma disputa de poder da polícia dentro da favela. Ela traz todo esse depoimento como parte da família. Outro é o Igor, que faz parte das 23 pessoas que sofrem processo político por participar das manifestações de 2013. Por ter ido ao ato politico ficou preso 7 meses no presídio Bangu 1. Isso acontece porque a Justiça no Brasil funciona para alguns, não pra todos. A quarta é um rapaz de Brasília que traz um depoimento que tem a ver com o Movimento dos Sem Terra.

    -O que significa para você ter esse trabalho no Inhotim?

    É uma felicidade. Primeiro porque eu acho o projeto do Inhotim, o que ele resulta e a experiência transversal de arte e natureza, muito incríveis. Na primeira vez que estive no Inhotim, eu tive uma epifania.  Fiquei tomada por este lugar. Apresentar esse trabalho no Inhotim é lindo porque é ir em direção a um lugar que me atravessou profundamente como público. Estar como artista é uma honra. Eu tenho um lugar muito claro e reconhecido no teatro e, nessa relação do teatro com cinema, o trabalho com “A floresta…” atravessa mais uma fronteira em direção às artes plásticas. Estar em um lugar em que o público vai olhar dessa maneira um trabalho que eu estou fazendo, que é diferente de realiza-lo dentro de um espaço cênico, é dar um outro sentido para o meu trabalho.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    Página 10 de 45« Primeira...89101112...203040...Última »