• EN
  • 15 de setembro de 2014

    Redação Inhotim


    gastronomiatamboril

    Leitura: 2 min

    Restaurant Week no Inhotim

    Restaurant Week no Inhotim

    Em sua 9ª edição na capital mineira, o festival Restaurant Week chega pela primeira vez ao Restaurante Tamboril, no Inhotim. Com a proposta de oferecer o melhor da gastronomia a preços democráticos, o evento acontece de 15 a 28 de setembro, e propõe que os estabelecimentos participantes elaborem um menu especial com entrada, prato principal e sobremesa, ao preço fixo de R$ 37,90 para almoço e R$ 49,90 para jantar, juntamente com a doação de R$ 1 para o Hospital da Baleia, em Belo Horizonte.

    Com ambiente agradável e integrado aos jardins e ao acervo de arte contemporânea do Instituto, o Restaurante Tamboril vai oferecer durante o festival duas opções de entrada, prato principal e sobremesa para o almoço, além do tradicional buffet de saladas e pratos quentes. É possível fazer reserva gratuitamente por meio do site www.restaurantweek.com.br. Confira as opções de cardápio:

    Entrada

    Salada à Moda Tamboril (mix de folhas, frutas da estação e molho mostarda e mel)

    ou

    Salada Italiana (mix de folhas, tomate cereja, azeitonas, muçarela e pães)

    Prato principal

    Cordeiro com farofa de alecrim e peras ao molho de maracujá

    ou

    Linguado com risoto de rúcula, tomate seco e brócolis

     

    Sobremesa

    Tarte Tatin de banana

    ou

    Pavê de abacaxi

    Serviço:

    Restaurante Tamboril

    Instituto Inhotim – Rua B, 20 – Brumadinho/MG

    Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 12h às 16h. Sábado, domingo e feriado, das 12h às 17h

    Cartões: Visa, Mastercard e American Express

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    01 de setembro de 2014

    Redação Inhotim


    artebrumadinhocomunidadeeducaçãomúsicaparceriaprogramação culturalprojeto

    Leitura: 4 min

    Naná Vasconcelos em Brumadinho

    Naná Vasconcelos em Brumadinho

    “O melhor instrumento é o corpo, o resto é consequência disso”. Foi assim que o músico Naná Vasconcelos, um dos maiores percussionistas do mundo, iniciou sua oficina de percussão na comunidade quilombola de Marinhos, distrito de Brumadinho, realizada no último sábado, 30/08. Durante a tarde, crianças e jovens do projeto de iniciação musical em percussão desenvolvido pelo Inhotim puderam conversar com o artista e descobrir novas formas de fazer música.

    Primeiro o ritmo foi marcado com os pés. Depois, Naná estimulou todos a usar as mãos e, finalmente, a voz. Nada de instrumentos musicais convencionais. Essa composição de movimentos e sons permitiu o autoconhecimento corporal, a conscientização respiratória e o senso de grupo dos participantes. Apesar de simples, os gestos carregam a força da musicalidade afro-brasileira, traço marcante na cultura quilombola, e são fundamentais para preservá-la. “Aqui, na comunidade, já nascemos com a música dentro de nós. Um dom que passa por gerações, pelas Guardas de Congado e Moçambique”, afirma Rhayane Estefanie Alves, 14 anos, participante da oficina e integrante do projeto de percussão do Inhotim.

    Rhayane Estefanie Alves, integrante do projeto de percussão do Inhotim. Foto: Rossana Magri

    Rhayane Estefanie Alves, integrante do projeto de percussão do Inhotim. Foto: Rossana Magri

     

    No domingo, Naná Vasconcelos abriu a programação de grandes shows do Inhotim em Cena. Acompanhado do multi-instrumentista Lui Coimbra, o percussionista levou o berimbau da capoeira para o centro do palco, nos jardins do Instituto. Em uma mistura de brasilidade e som erudito, planejamento e improvisação, os artistas criaram um repertório singular que emocionou o público. “Percussão é símbolo de vida. Se não tiver percussão, quer dizer, se o coração não bater, não tem vida”, define Naná.

    Naná Vasconcelos fez show nos jardins do Inhotim no domingo, como parte da programação do Inhotim em Cena. Foto: Daniela Paoliello.

    Naná Vasconcelos fez show nos jardins do Inhotim no domingo.  Foto: Daniela Paoliello.

    O Inhotim em Cena 2014 é amparado pela Lei Federal de Incentivo a Cultura, Ministério da Cultura, tem a apresentação da Pirelli, patrocínio dos Correios e apoio da Saritur. Não deixe de conferir os próximos shows do Inhotim em Cena! Clique aqui e veja a programação.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    20 de agosto de 2014

    Redação Inhotim


    arteinauguraçãoprogramação culturalvisita

    Leitura: 4 min

    Novas exposições no Inhotim

    A partir de 4 de setembro, quem visitar o Inhotim vai poder conferir diversas novas obras. Artistas do Leste Europeu, Ásia e Estados Unidos propõem um novo olhar sobre a produção artística contemporânea.

    Segundo o diretor de arte e programas culturais do Instituto, Rodrigo Moura, nos últimos 10 anos, houve um aumento do interesse mundial pela arte latino-americana e de outras regiões que fogem aos centros hegemônicos de produção. “Esse movimento está muito ligado a uma perspectiva de descentralização das narrativas. Nesse contexto, entendemos que o papel de um espaço como o Inhotim não é apenas colecionar nomes consagrados, mas introduzir outros, menos conhecidos por aqui”, afirma.

    Uma nova galeria permanente, a décima oitava do Instituto, será dedicada ao pintor norte-americano Carroll Dunham. A galeria irá abrigar um ciclo de pinturas chamado Garden (2008), composto por cinco telas que refletem as impressões do artista sobre o Inhotim.

    carroll

    Uma das telas do ciclo de pinturas “Garden” (2008), de Carroll Dunham. Cortesia Gladstone Gallery, Nova York e Bruxelas. Foto: David Regen

    A Galeria Lago, um dos quatro espaços do Inhotim para exposições temporárias, receberá trabalhos de três artistas. A romena Geta Br?tescu, considerada uma espécie de Louise Bourgeois do Leste Europeu, ganha uma grande mostra individual de sua produção, com trabalhos que datam de 1986 a 2013, intitulada O jardim e outros mitos.

    geta

    “Medea Hypostases III” (1980), de Geta Bratescu. Cortesia da artista e Ivan Gallery, Romênia. Foto: Stefan Sava

    Dominik Lang, da República Tcheca, apresenta Sleeping City (2011), uma instalação composta por esculturas de bronze criadas pelo pai do artista. Em meio a estruturas de ferro e madeira, as peças adquirem novos significados.

    Domink

    “Sleeping City” (2011), de Dominik Lang. Foto: Ondrej Polak

    Já do filipino David Medalla, será apresentada a obra Cloud-Gates (1965/2013) da série Bubble Machines – esculturas cinéticas formadas por espuma e criadas pelo artista pela primeira vez na década de 1960.

    medalla

    “Cloud-Gates Bubble Machine” (1963-2013), de David Medalla. Cortesia Baró Galeria. Foto: divulgação

    Para comemorar a inauguração dos novos projetos, os músicos Jards Macalé e Jorge Mautner sobem ao palco do Inhotim em Cena para uma apresentação especial. Parceiros musicais e amigos de longa data, os dois artistas relembram sucessos da música popular brasileira e prometem surpresas. O show começa às 15h, próximo ao Magic Square.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    12 de agosto de 2014

    Redação Inhotim


    arteprogramação cultural

    Leitura: 2 min

    Dança contemporânea pelos jardins

    Dança contemporânea pelos jardins

    Em 2013, a Cia. de Dança Palácio das Artes ocupou o Inhotim com a performance Se eu pudesse entrar na sua vida. A experiência foi tão bem-sucedida que, em 2014, o Inhotim renovou a parceria com a companhia, dessa vez para criar um trabalho que se relacionasse diretamente às coleções do Instituto. Assim surgiu Gestos Ordinários | Coleção CDPA, a primeira coreografia comissionada pelo Inhotim, que será apresentada nos dias 15, 16 e 17 de agosto, às 14h30, pelos jardins do parque.

    Um ponto fundamental do trabalho de criação da intervenção foi pensar se era possível construir uma coreografia a partir de movimentos que as pessoas fazem em seu cotidiano, como sentar, beijar ou abraçar. “Uma ação, como levantar os braços, se feita de formas diferentes, não é a mesma ação”, reflete a coreógrafa Dani Lima, diretora do projeto, em uma colaboração com a Cia. de Dança Palácio das Artes. O resultado das investigações do grupo é um inventário de gestos que dialoga com ideias presentes em todos os museus, como o colecionismo, a catalogação e a memória, e poderá ser levado para outros espaços além do Inhotim.

    Ficou com vontade de assistir Gestos Ordinários | Coleção CDPA? Então compre já seu ingresso para o Inhotim aqui. O espetáculo é gratuito para os visitantes e faz parte da programação do Inhotim em Cena 2014.

    O Inhotim em Cena tem apresentação da Pirelli, patrocínio dos Correios e apoio da Saritur.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    18 de julho de 2014

    Redação Inhotim


    parceriaprojeto

    Leitura: 5 min

    Obrigado, Amigo!

    Todo mundo tem aquela pessoa com quem sempre pode contar. Seja um parente, um vizinho, um amigo de infância ou um colega de trabalho, é muito bom ter alguém que acredita em suas ideias, mostra para você outro ponto de vista, convida para um programa interessante ou compartilha das alegrias e desafios da vida ao seu lado.

    No próximo domingo, 20 de julho, é comemorado no Brasil o Dia do Amigo, e o Inhotim aproveita a data para agradecer a todos os participantes do programa Amigos do Inhotim. São eles que, por meio de doações, ajudam a fazer do parque esse lugar transformador que conquista os visitantes. Conheça a história de alguns deles e faça você também parte dessa iniciativa!

     

    Patrícia Schindler, Amiga do Inhotim desde 2011

    “Moramos em São Paulo e, apesar da distância, visitamos esse incrível lugar pelo menos uma vez por ano. É sempre uma experiência única! As obras, as exposições, os jardins, a interação da arte com a natureza, com o público e com as comunidades locais, e, finalmente, a dedicação genuína de todos os funcionários fazem do Inhotim uma grande fonte de inspiração!”

    Patrícia e a família em visita ao Instituto. Foto: arquivo pessoal

    Patrícia e a família em visita ao Instituto. Foto: Rossana Magri

    Artur Motta, Amigo do Inhotim desde 2012

    “Ser Amigo de Inhotim não é só uma honra e um prazer, mas também uma forma concreta de poder participar do sonho de “transformar pela beleza”. É especial poder difundir essa ideia e divulgar o quão maravilhoso o Inhotim é. Que sejamos mais!”

    Artur Motta posa para foto com amigos próximo à Galeria True Rouge. Foto: arquivo pessoal

    Artur Motta posa para foto com amigos próximo à Galeria True Rouge. Foto: arquivo pessoal

     Jacqueline Plass, Amiga do Inhotim desde 2011

    “Não existem palavras que possam abrigar todo o sentido da fundamental importância do Instituto Inhotim para o povo brasileiro, em todos os aspectos. O Inhotim traduz a esperança e um sentimento de renascença de fazer do Brasil um grande país. Esse lugar traz e trará, cada vez mais, muito orgulho a todos nós, brasileiros.”

    A obra "Beam Drop" (2008), de Chris Burden, foi o cenáro escolhido por Jacqueline Plass para registrar sua passagem pelo Instituto. Foto: arquivo pessoal

    A obra “Beam Drop” (2008), de Chris Burden, foi o cenáro escolhido por Jacqueline Plass para registrar sua passagem pelo Instituto. Foto: arquivo pessoal

    Paulo Tadeu Lott e Andréa Viggiano Gonçalves, Amigos do Inhotim desde 2012

    “É com muita alegria sempre renovamos nossa amizade com o Inhotim. Além do orgulho e da emoção por estarmos juntos mais um ano, os benefícios para os amigos são muito legais, como saber com antecedência dos eventos culturais promovidos no Instituto. Para nós, o Inhotim, apesar de seu alcance e sucesso internacionais, é um lugar de alma bem mineira e, como diz a música, ‘quem te conhece não esquece jamais’.”

    Paulo Tadeu e Andréa Viggiano  fazem uma pausa para almoçar no Restaurante Tamboril. Foto: arquivo pessoal

    Paulo Tadeu e Andréa Viggiano fazem uma pausa para almoçar no Restaurante Tamboril. Foto: arquivo pessoal

    Clique aqui para se tornar um Amigo do Inhotim.

    comente

    • Twitter
    • Facebook
    • Google +
    Página 10 de 17« Primeira...89101112...Última »